EVENTOS EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica IV EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica (19 a 22 de Outubro de 2005)
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/7615
Tipo: Artigo
Título: MODOS DE VIOLÊNCIA E OPRESSÂO NO MUNDO BÍBLICO
Autor(es): CAZAVECHIA, William
Resumo: O Antigo Israel, ou reino do Norte, é caracterizado pela injustiça. A pesquisa consiste em descrever como o imperialismo assírio fomentava tal situação. O abandono dos princípios da Aliança por parte de Israel é evidenciado pelas narrativas de luta, opressão e violência. O militarismo assírio veio a ser um grande aliado desta situação nos diversos âmbitos da sociedade desse pequeno Estado, uma vez que o objetivo de um Império é que seus vassalos tomem forma e reflitam seus valores e costumes. O objetivo é investigar o contexto histórico de diversos textos bíblicos no período de expansão do Império Assírio com o intuito de entender como o Imperialismo assírio vem a ter efeitos desoladores em diversos setores da sociedade de Israel. Compreender os modos de violência e opressão causados por uma hegemonia cultural bélica sobre um povo que tinha os princípios da Aliança de Iahweh como norteador de sua conduta, uma vez que tais preceitos vieram a se perder, primeiro por seus líderes e consequentemente por partes do povo. A relevância deste trabalho se encontra no fato dos textos bíblicos apresentarem constantes descrições de violência, opressão e luta. Por isso compreender as circunstâncias em que os autores se encontravam é de grande importância para entendermos o motivo de suas narrativas serem enfáticas nestes temas. A descrição da situação vital deles oferece condições para compreensão das variáveis semânticas recorrentes nos textos como também vislumbrar os preceitos da Aliança que se perderam nas entranhas do tecido social. A investigação do império Assírio em suas relações de domínio se torna importante porque foi o responsável pela desolação total do reino do norte, é, portanto, evidente sua influência sob a sociedade israelita. A presente pesquisa desenvolvida a partir de um estudo bibliográfico, por meio do qual se pretende elaborar o trabalho, que por sua vez, se constitui a partir de algumas fases: leitura de textos teóricos relacionados à Assíria, que apontem como o imperialismo e a cultura bélica (militarismo) acabam constituindo-se em modos de opressão e violência em Israel, leituras relacionadas com textos Bíblicos que apontem e denunciem tais situações, como é o caso dos livros históricos e de alguns profetas desse período como Amós e Oséias. Embora os resultados desta pesquisa sejam parciais, porque a pesquisa esta em andamento, apontam para algumas possíveis conclusões. Devido a violência da Assíria o Estado de Israel se submeteu. A política de dominação assíria se dava em três momentos distintos, 1) sujeição tributária; 2) domínio provincial; 3) eliminação da autonomia politica do Estado. Israel foi vítima do primeiro e do ultimo momento. Devido aos sinais internos de motivações antiassírias foi eliminado pelo império. militar assírio.
Palavras-chave: Imperialismo
Subordinação
Cultura bélica (militarismo)
Idioma: por
País: Brasil
Editor: UNIVERSIDADE CESUMAR
Sigla da Instituição: UNICESUMAR
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/7615
Data do documento: 19-Out-2005
Aparece nas coleções:IV EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica (19 a 22 de Outubro de 2005)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
William_Cazavechia.pdf12.28 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.