EVENTOS EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica IV EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica (19 a 22 de Outubro de 2005)
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/7282
Tipo: Artigo
Título: ANÁLISE MICROBIOLÓGICA DA ÁGUA DA PISCINA ONDE SÃO REALIZADAS AS SESSÕES DE HIDROTERAPIA
Autor(es): SILVA, Ledyanne Francielle Casitas De Matos
OLIVEIRA, Kelly Mari Pires De
FERREIRA, Glaciane
Resumo: A “hidroterapia” apresenta-se como forma alternativa de tratamento para pacientes portadores de deficiência física e neurológica, quando o objetivo é o exercício a temperatura da água é de 33,5 a 35,0oC, temperatura em que o cloro evapora-se com facilidade e também favorável a multiplicação bacteriana. A necessidade de uma água de boa qualidade nas sessões de hidroterapia é de suma importância visto que esta entra em contato direto com o paciente durante os exercícios e pode levar a uma complicação se estiver contaminada já que muitos pacientes já se encontram em um estado debilitado. Os microrganismos indicadores de contaminação fecal são geralmente usados para monitorar, detectar mudanças na qualidade, classificar e restringir o uso das águas, sendo que os maiores riscos à saúde humana estão associados ao consumo de água contaminada por matéria fecal. O objetivo deste trabalho foi avaliar a qualidade microbiológica da água da piscina onde são realizadas as aulas e sessões de hidroterapia, através da pesquisa de coliformes totais e fecais. Realizou-se o acompanhamento da qualidade da água da piscina de hidroterapia do CESUMAR em três períodos durante o dia da coleta. Não foi encontrada em nenhuma coleta uma concentração de cloro menor do a preconizada na Portaria nº 456, de 10 de junho de 1995. No entanto podemos observar uma alteração do cloro durante o dia em três coletas, indicando reposição do cloro durante o dia. Em um único dia de coleta os valores de pH e cloro da piscina, estavam relativamente elevados, com 5,0 ppm de cloro e pH de 8,2. Não foi encontrada nenhuma amostra positiva para contaminação microbiológica. Não houve diferença na qualidade microbiológia da água ao decorrer do dia, assim, não há necessidade de preocupação quanto ao melhor horário de uso da piscina. Sendo assim, a piscina de Hidroterapia do CESUMAR não apresentou nenhuma contaminação microbiológica e não apresenta risco a saúde do usuário.
Palavras-chave: Hidroterapia
Água da piscina
Coliformes totais e fecais
Idioma: por
País: Brasil
Editor: UNIVERSIDADE CESUMAR
Sigla da Instituição: UNICESUMAR
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/7282
Data do documento: 19-Out-2005
Aparece nas coleções:IV EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica (19 a 22 de Outubro de 2005)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ledyanne_francielle_casita_de_matos_silva.pdf11.91 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.