EVENTOS EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica V EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica ( 23 a 26 de Outubro de 2007)
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/7047
Tipo: Artigo
Título: ESTUDO SOBRE O CONSUMO DE MEDICAMENTOS POR GESTANTES DE MARINGÁ.
Autor(es): SILVA, Danielly Fafarao da
PAULA, Eloísa Sella de
MAZZO, Silvana Tomitao
RAMOS, Edivan Rodrigo de Paula
Resumo: A gravidez é uma situação especial, pois durante a gestação, o organismo da gestante passa por várias alterações. Estas alterações também ocorrem no âmbito medicamentoso. Os fármacos administrados em gestantes apresentam padrões de absorção, distribuição, metabolismo e excreção diferentes de uma mulher normal. Apesar da placenta representar uma barreira que dificulte a passagem de várias substâncias para o feto, muitos medicamentos são capazes de ultrapassá-la. Este fato é preocupante, uma vez que os medicamentos são considerados importantes agentes teratógenos, ou seja, substâncias capazes de promover alterações morfológicas fetais. A probabilidade dos medicamentos induzirem alterações fetais é maior quando os mesmos são usados inadequadamente e sem prescrição médica. Dessa forma, o uso irracional de medicamentos durante a gestação deve ser considerado um grave problema de saúde pública e qualquer estudo farmacoepidemiológico sobre este assunto tem importância para sociedade. Objetivo: Considerando que estudos farmacoepidemiológicos podem tornar o consumo de medicamentos durante a gestação mais racional e evitar problemas no desenvolvimento fetal, este trabalho tem por objetivo investigar o perfil de consumo de fármacos em gestantes de Maringá. Metodologia: Para realização deste trabalho, foram aplicados questionários a 50 gestantes atendidas pelo sistema de saúde pública de Maringá. O questionário continha questões abertas e fechadas sobre o perfil sócio-econômico e cultural da gestante, bem como o uso de medicamentos durante a gestação. Resultados e discussão: A idade gestacional é um importante fator na causa de complicações do desenvolvimento fetal. Assim, a gestação em idades superiores a 40 anos são consideradas gestações de risco. Nossos resultados demonstraram que apenas 5 % das gestantes apresentavam idade superior a 40 anos, um valor considerado baixo quando comparado a outras cidades brasileiras. 42 % das gestantes tiveram a gravidez planejada. Este número é considerado baixo e preocupante, pois o planejamento da gravidez reduz a exposição da possível gestante a situações de risco como o uso de medicamentos, drogas entre outros. Isto está de acordo com os resultados encontrados onde 37 % das gestantes relataram o uso de medicamentos antes de saberem que estavam grávidas. Estes resultados são ainda mais preocupantes, uma vez que o primeiro trimestre da gravidez corresponde a fase de maior vulnerabilidade do feto a agentes químicos. 40.3 % das gestantes relataram utilizar, sem prescrição médica, medicamentos para situações como cefaléias, náuseas, dores musculares e febre. Conclusão: Estes resultados, embora sejam parciais, demonstram que há uma alta incidência de gestações sem planejamento familiar e automedicação pelas gestantes. Estas situações devem ser consideradas, uma vez que são situações de risco ao desenvolvimento fetal. Dessa forma, torna-se importante o desenvolvimento de medidas de intervenção para a conscientização da importancia da gestação planejada e os riscos do uso de medicamento sem prescrições médicas durante a gravidez.
Palavras-chave: Gestantes
Medicamentos na gestação
Riscos na gestação
Idioma: por
País: Brasil
Editor: UNIVERSIDADE CESUMAR
Sigla da Instituição: UNICESUMAR
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/7047
Data do documento: 19-Out-2005
Aparece nas coleções:V EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica ( 23 a 26 de Outubro de 2007)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
danielly_fafarao_da_silva.pdf12.42 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.