EVENTOS EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica IV EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica (19 a 22 de Outubro de 2005)
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/6993
Tipo: Artigo
Título: O USO DOS SAIS DE LITIO NO TRATAMENTO DO TRANSTORNO BIPOLAR
Autor(es): RATTI, Angelica
MAINARDES, Sandra Cristina Catelan
PINTO, Anna Flavia Garbin
PRADO, Franciely
VARGAS, Erika Mara
Resumo: Diante as evoluções existentes no mundo moderno, o homem e as ciências, juntos e em destaque, também evoluíram. Neste processo reconheceu-se, além de inúmeros e novos pontos para melhoria de qualidade de vida dos sujeitos, as variadas conseqüências as quais esta aceleração do viver pode resultar. No âmbito da saúde, as patologias e seus respectivos e possíveis tratamentos, são os focos, no qual diversos profissionais com suas especialidades e recursos disponíveis, buscam um único fim: a cura. Assim, neste mesmo contexto, fazendo parte de atividades desenvolvidas no curso de psicologia do Centro Universitário de Maringá - Cesumar, ao longo do ano de 2005, vem acontecendo um projeto, que tem como objetivo geral a princípio um forte embasamento teórico,que sustente a idéia de que os sais de lítio é o melhor tratamento para certos distúrbios comportamentais, para que depois, possamos verificar se os indivíduos portadores do quadro clínico transtorno bipolar, utilizam-se do lítio como o tratamento primordial da doença. Este trabalho tem como base metodológica a pesquisa teórica, toda fundamentada em uma questão especifica da psicofarmacologia e futuramente uma pesquisa participante. O recurso utilizado para o desenvolvimento deste, que até então só se realizou em aspectos teóricos, foi um demasiado estudo sobre o tema, advindo de literatura científica pertinente, sendo eles livros e artigos científicos. Apesar dos avanços no tratamento farmacológico para quadros de tratamento bipolar, este que se caracteriza por episódios maníacos e frequentemente episódios depressivos onde os maníacos são evidenciados por humor persistentemente elevados, expansivo ou irritável, durante pelo menos uma semana e em oposição, os episódios depressivos são transtornos que devem existir pelo período mínino de duas semanas. Os sintomas mais evidenciados incluem o humor deprimido, a diminuição do interesse ou prazer na atividades, perda ou ganho significativos de peso ou apetite, a insônia, a hipersônia, entre outros. O lítio possui um papel fundamental para a melhora deste quadro clínico e vem, sem dúvida, como a droga de primeira escolha, sempre que possível. Como resultados ainda que parciais, pode-se perceber que um número bastante significante de autores que atuam nesta área, consideram o uso dos sais de lítio como um tratamento dos mais conhecidos clinicamente, mais eficaz e assim, sucessivamente de escolha primordial, nos fazendo concluir que mesmo que tenha existido a principio uma certa relutância em pacientes que usara a substância, devido seus efeitos colaterais, o lítio é utilizado a mais de trinta anos neste tratamento e isto significa que aprendeu-se a empregá-lo de forma segura, constituindo a droga de primeira escolha na doença Bipolar.
Palavras-chave: Bipolar
Lítio
Tratamento e eficácia
Idioma: por
País: Brasil
Editor: UNIVERSIDADE CESUMAR
Sigla da Instituição: UNICESUMAR
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/6993
Data do documento: 19-Out-2005
Aparece nas coleções:IV EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica (19 a 22 de Outubro de 2005)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
angelica_ratti.pdf12.49 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.