EVENTOS EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica V EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica ( 23 a 26 de Outubro de 2007)
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/6812
Tipo: Artigo
Título: CONTROLE DE QUALIDADE DA CAMOMILA COMERCIALIZADA EM MARINGÁ – PARANÁ
Autor(es): SILVA, Priscila Aparecida da
GONÇALVES, Ana Paula Cazangi
OLIVEIRA, Maislian de
CORTEZ, Lucia Elaine Ranieri
Resumo: Existe no Brasil um comércio de plantas medicinais e produtos fitoterápicos em expansão devido ao alto custo dos medicamentos industrializados, ou a procura pela população em busca de consumir o que é natural devido ao errôneo pensamento de que o que é natural não faz mal à saúde. No entanto, são comercializadas amostras de má qualidade e sem atividade terapêutica comprovada. O Ministério da Saúde (MS) elaborou uma portaria que regulamenta a produção de medicamentos fitoterápicos com o objetivo de melhorar a qualidade dos produtos comercializados no Brasil. Dentre as plantas utilizadas, a camomila, que além de ornamental, possui propriedades carminativas, espasmolíticas e antiinflamatórias. As atividades antiinflamatórias e antiespasmódica estão relacionadas aos principais constituintes encontrados no óleo essencial (sesquiterpenos, derivados do bisabolol e lactonas guaianolídicas (procamazuleno), e o efeito espasmolítico aos flavonóides. Este trabalho teve por objetivo realizar análises de amostras de flores de Camomila, comercializadas na cidade de Maringá. Foram analisadas 14 amostras de Camomila obtidas em farmácias de dispensação, farmácias homeopáticas, farmácias fitoterápicas, ervanários, supermercados e feiras na cidade de Maringá – PR; estas foram adquiridas entre o período de janeiro e fevereiro de 2007. Cada amostra foi submetida a análises de cinzas totais, cinzas insolúveis em ácido, umidade e análise macroscópica, bem como, o teor de óleo essencial. Os resultados mostram que 100% das amostras apresentaram-se como capítulos florais de Matricaria recutita, no entanto, em 14,3% das amostras foi verificada a presença de insetos. Quanto às cinzas totais, os valores encontrados estão dentro do limite de até 14%,preconizado pela farmacopéia. A presença de óleo essencial foi detectada em apenas 50% do material analisado e a perda por dessecação das amostras encontraram-se dentro dos limites permitidos. Pode-se concluir, portanto, que existem muitas amostras sendo comercializadas sem nenhuma qualidade e sabendo-se da importância da presença de óleo essencial nas amostras, já que, são os responsáveis por algumas das atividades da planta, fica um alerta de que muitos chás que estão são utilizados como medicamento, na realidade não terão qualquer efeito farmacológico.
Palavras-chave: Camomila
Qualidade
Fitoterapia
Idioma: por
País: Brasil
Editor: UNIVERSIDADE CESUMAR
Sigla da Instituição: UNICESUMAR
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/6812
Data do documento: 23-Out-2007
Aparece nas coleções:V EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica ( 23 a 26 de Outubro de 2007)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
priscila_aparecida_da_silva.pdf241.01 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.