EVENTOS EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica V EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica ( 23 a 26 de Outubro de 2007)
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/6652
Tipo: Artigo
Título: PROGRAMA DE MONITORAMENTO AUDITIVO EM NEONATOS DE RISCO PARA PERDA AUDITIVA
Autor(es): RIBEIRO, Jaqueline Marino
JUNQUEIRA, Cássia Menin Cabrini
Resumo: O desenvolvimento adequado da função auditiva é um dos fatores fundamentais para a aquisição da fala e linguaguem, contribuindo para o progresso psíquico, social e cognitivo da criança. A deficiência auditiva é a doença mais freqüentemente encontrada no período neonatal, sendo que esse número cresce ao considerar os recém-nascidos internados em unidade de terapia intensiva. É imperioso o acompanhamento das crianças que apresentam fatores de risco para deficiência auditiva, devido à perda auditiva tardia ou progressiva. O uso de medicamentos ototóxicos em berçários é freqüente, podendo provocar perda tardia ou progressiva, assim como a consangüinidade, perdas auditivas genéticas ou traumáticas e doenças infecciosas. O mesmo pode ocorrer com os recém-nascidos de alto risco ou prematuros que, por apresentarem maior fragilidade, devido às intercorrências pré, peri e pós-natais a que estão sujeitos e a uma maior exposição a fatores iatrogênicos, ficam propensos a apresentar alguma alteração auditiva. Sendo assim, este estudo terá como objetivo caracterizar a audição de neonatos de risco para desenvolverem perda auditiva, visando à detecção precoce da audição, principalmente em perdas progressivas com manifestação tardia, minimizando, desta forma, o impacto da deficiência no desenvolvimento da criança, na cognição, aquisição de linguaguem e integração na sociedade. Cabe ressaltar que esta pesquisa está vinculada ao projeto da Clínica Escola de Fonoaudiologia do Cesumar com a Secretaria Municipal de Saúde, que desenvolve um programa de triagem auditiva neonatal. Após encaminhamento ao Comitê Permanente de Ética em Pesquisa do CESUMAR para aprovação e mediante esclarecimento do objetivo da pesquisa, bem como o consentimento por meio de assinatura, o levantamento dos dados será obtido por meio de um questionário fechado aos pais, a respeito da saúde do período gestacional e neonatal, e os aspectos familiares no que se referem à comunicação (linguaguem e audição), sendo listados os fatores de risco auditivo. Em seguida, será realizada a inspeção do meato acústico externo para garantir que a avaliação audiológica seja realizada sem obstrução, pesquisa das emissões otoacústicas evocadas e pesquisa do reflexo cócleo-palpebral. De acordo com a literatura, espera-se que seja detectada alguma alteração auditiva em 20% da população estudada, caracterizados por um subconjunto de variáveis que melhor caracterizam um grupo de risco para deficiência auditiva: medicações ototóxicas, ventilação mecânica por cinco dias ou mais, prematuridade e neonatos que ficam mais que 48 horas em unidade de terapia intensiva neonatal.
Palavras-chave: Audição
Emissões otoacústicas
Neonatos
Idioma: por
País: Brasil
Editor: UNIVERSIDADE CESUMAR
Sigla da Instituição: UNICESUMAR
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/6652
Data do documento: 23-Out-2007
Aparece nas coleções:V EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica ( 23 a 26 de Outubro de 2007)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
jaqueline_marino_ribeiro.pdf215.8 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.