EVENTOS EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica V EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica ( 23 a 26 de Outubro de 2007)
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/6649
Tipo: Artigo
Título: PREVALÊNCIA E PERFIL DE SENSIBILIDADE DE MICROORGANISMOS ISOLADOS DE MATERIAIS BIOLÓGICOS DE PACIENTES SUBMETIDOS A TERAPIA RENAL SUBSTITUTIVA
Autor(es): BRITTA, Elizandra Aparecida
AMADEI, Janete Lane
DIAS, José Ricardo Colleti
MOREIRA, Rafael Renato Brondani
PEDRINHO, Sophia Renata Fazzano
Resumo: As complicações infecciosas entre pacientes submetidos à terapia renal substitutiva estão se destacando frente à resistência bacteriana e ao uso de antimicrobianos. Os patógenos que causam infecções e os padrões de resistência dos mesmos variam de acordo com a estrutura que os atende dificultando recomendações de controle. O objetivo foi verificar a prevalência de microorganismos em exames de pacientes de unidade de diálise do Norte do Paraná e delinear o perfil de sensibilidade aos antimicrobianos indicados para os patógenos encontrados. Os dados foram obtidos de 32 laudos de exames laboratoriais realizados com materiais biológicos (urina, líquido peritoneal, óstio de cateter, hemocultura e ponta de cateter) de pacientes atendidos em unidade de diálise de instituição do Norte do Paraná, no período de setembro/2005 à agosto/2006. Entre os resultados temos : Staphylococcus aureus foi detectado em 12 (37,5%) exames apresentando maior prevalência nas culturas positivas; 5 (15,625%) Staphylococcus epidermidis; 3 (9,375%) Escherichia coli e Pseudomonas aeruginosas; 2 (6,25%) Enterobcter aerogenes; Enterococcus faecalis e Micrococcus, e os demais microorganismos apresentaram prevalência inferior de 1 (3,125%): Enterobacter grupo aglomerado, , Proteus mirabilis e Vibrio hollisae. O Staphylococcus aureus, é 100% sensível à Vancomicina; 92% à Rifampicina; 77% à Amoxacilina + Clavulanato, Cefazolina, Cefotaxima, Cefalotina, Gentamicina, Oxacilina e Imipenem; 69% à Claritromicina e Clindamicina; 62% à Ciprofloxacina, Tetraciclina e Sulfametoxazol + Trimetropin; e 38% à Eritromicina. E, apresenta 100% de resistência à Ampicilina e Penicilina. Conclui-se que na prevenção de infecções sejam desenvolvidos programas de ações educativas melhoria na qualidade de vida de pacientes IRC.
Palavras-chave: Antimicrobianos
Complicações infecciosas
Insuficiência renal crônica
Idioma: por
País: Brasil
Editor: UNIVERSIDADE CESUMAR
Sigla da Instituição: UNICESUMAR
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/6649
Data do documento: 23-Out-2007
Aparece nas coleções:V EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica ( 23 a 26 de Outubro de 2007)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
janete_lane_amadei1.pdf264.17 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.