EVENTOS EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica V EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica ( 23 a 26 de Outubro de 2007)
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/6571
Tipo: Artigo
Título: EXISTE RELAÇÃO ENTRE DURAÇÃO DO ALEITAMENTO MATERNO EXCLUSIVO E ACEITAÇÃO DE ALIMENTOS COMPLEMENTARES?
Autor(es): LIRANÇO, Eloísa
CASARIN, Gizele Regina Fanhani
GOMES, Cristiane Faccio
Resumo: A Organização Mundial da Saúde recomenda o aleitamento exclusivo até o sexto mês de vida, pois o leite humano oferece todos os nutrientes essencias para o desenvolvimento do bebê. Somente a partir do sexto mês de vida é necessária a introdução da alimentação complementar que se caracteriza por alimentação pastosa ou líquida, diferente do leite humano. A gestante deve apresentar uma alimentação adequada, pois é desde a vida intra-uterina, através do líquido amniótico, que o bebê desenvolve suas preferências alimentares, já que o sabor dos alimentos ingeridos pela mãe é transferido ao bebê durante a gestação e, posteriormente, durante a lactação pelas substâncias flavorizantes que são passadas pelo leite. A pesquisa tem como objetivo caracterizar a aceitação de alimentação complementar por parte de crianças amamentadas e não amamentadas exclusivamente até o sexto mês de idade. Para o desenvolvimento da pesquisa será realizado levantamento de literatura especializada em nutrição pediátrica. Após essa revisão será elaborado um inquérito alimentar para as mães e um questionário relacionado à duração do aleitamento materno exclusivo das crianças. A coleta destes dados será realizada com 30 mães de bebês até um ano de idade, em uma Unidade Básica de Saúde do município de Maringá, Paraná. As mães participantes da pesquisa serão divididas em três grupos, a saber: Grupo A: 10 mães que amamentaram exclusivamente seus bebês por seis meses; Grupo B: 10 mães que amamentaram e ofereceram outro tipo de leite e Grupo C: 10 mães que alimentaram seus bebês artificialmente ou que amamentaram por período inferior a de três meses. O que se espera encontrar como resultados são que bebês amamentados exclusivamente até o sexto mês apresentem uma maior facilidade na aceitação da alimentação complementar após o sexto mês de vida.
Palavras-chave: Alimentação complementar
Aleitamento materno
Aceitação
Idioma: por
País: Brasil
Editor: UNIVERSIDADE CESUMAR
Sigla da Instituição: UNICESUMAR
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/6571
Data do documento: 23-Out-2007
Aparece nas coleções:V EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica ( 23 a 26 de Outubro de 2007)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
eloisa_liranco_mazoti.pdf206.56 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.