EVENTOS EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica VI EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica (27 a 30 de Outubro de 2009)
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/6239
Tipo: Artigo
Título: ATIVIDADES LÚDICAS COMO AUXILIO AFETIVO – SOCIAL NA HOSPITALIZAÇAO INFANTIL
Autor(es): LIMA, Thaís Goes de
SALES, Taise Cristina Ribeiro
SOUZA, ânia de Fátima Matias de
Resumo: A hospitalização é uma experiência desagradável especialmente em se tratando da criança, uma vez que, quando esse período de tratamento é prolongado, a criança tem seu contato social (família e amigos) restrito, perdendo assim grande parte de suas referências. Dessa forma, o ambiente hospitalar poderá se tornar estressante, provocando diversas consequências em seu estado psíquico e motor. Nesse sentido, são comuns algumas manifestações da criança por meio de regressões, diminuição no ritmo do desenvolvimento, desordens do sono e da alimentação, dependência, agressividade, apatia, negativismo e uma variedade de transtornos e disfunções. Um meio de adaptar a criança para estas mudanças vivenciadas atualmente é a utilização do lúdico, que pode aliviar o impacto deste processo, por meio de brincadeiras. O brincar tem uma profunda importância para o desenvolvimento sensório-motor e intelectual da criança, assim como no processo de socialização, no desenvolvimento e aperfeiçoamento da criatividade e autoconsciência. O espaço lúdico vai permitir ao indivíduo criar e entreter uma relação aberta e positiva com a cultura, isto porque é brincando que o paciente se mostra criativo. O objetivo deste trabalho é verificar, por meio de uma pesquisa experimental, como a intervenção organizada e sistematizada focando a interação entre ludicidade pode levar a uma melhora na auto-estima, aceitação social e afetiva de crianças hospitalizadas, contribuindo assim para o tratamento. Como participantes da pesquisa faremos uma escolha aleatória de 10 crianças para o grupo controle e 10 para o grupo experimental, de acordo com as especificidades do Hospital Santa Casa de Maringá. Após encaminhamento ao Comitê Permanente de Ética em Pesquisa do Cesumar para aprovação e mediante esclarecimento do objetivo da pesquisa, bem como o consentimento por meio de assinatura, serão aplicado os questionários para início da intervenção e reaplicação do teste após esse período. Serão utilizados os questionários de percepção de competência de Harter e as intervenções serão pautadas nas questões de ludicidades explicitadas por Huizinga. Após o período de intervenção e aplicação de questionários os dados serão tratados estatisticamente, para análise e enfrentamento dos dados obtidos. Os resultados esperados visam demonstrar a importância da efetivação da pratica do lúdico no ambiente escolar, uma vez que a criança nesse período em que se encontra acometida também precisa trabalhar com as questões motoras ligadas ao afetivo, pois esperamos assim contribuir para a aceitação e melhora no tratamento.
Palavras-chave: Linguagem corporal
Percepção de competência
Crianças hospitalizadas
Idioma: por
País: Brasil
Editor: UNIVERSIDADE CESUMAR
Sigla da Instituição: UNICESUMAR
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/6239
Data do documento: 27-Out-2009
Aparece nas coleções:VI EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica (27 a 30 de Outubro de 2009)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Thais_Goes_Lima.pdfTrabalho apresentado no VI Encontro Internacional de Produção Cientifica (27 a 30 de outubro de 2009)51.29 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.