EVENTOS EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica VI EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica (27 a 30 de Outubro de 2009)
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/6219
Tipo: Artigo
Título: OBSERVAÇÃO DA SUCÇÃO DE LACTENTES PRETERMO EM SITUAÇÃO DE ALEITAMENTO NATURAL E ARTIFICIAL
Autor(es): GIAROLA, Tainá Guazzelli
GOMES, Cristiane Faccio
Resumo: O recém nascido pretermo apresenta imaturidade global, sucção fraca ou ausente, preensão labial inadequada, reduzido ou ausente canolamento de língua e movimento inadequado na abertura de mandíbula ou travamento mandibular, poucas evidências de sinais de fome e até mesmo dos reflexos orais, as estruturas anatômicas não favorecem a prontidão para sugar, o estado de consciência permanece sonolento o que dificulta o início e o tempo de sucção, não há maturidade do sistema estomatognático e há incoordenação dos reflexos orais, fatos que dificultam a realização da função de sucção e por conseguinte, a alimentação. A sucção, durante o aleitamento natural, promove o desenvolvimento adequado dos órgãos fonoarticulatórios quanto à mobilidade, força, postura e o desenvolvimento das funções neurovegetativas. Assim, reduz a presença de maus hábitos orais e previne disfunções orofaciais. Já o aleitamento artificial interfere na realização das funções neurovegetativas e pode levar à presença de alterações na musculatura orofacial. Por intermédio das observações na avaliação, o fonoaudiólogo poderá detectar disfunções orais como: incoordenação na respiração, sucção e deglutição; reflexos orais de procura, sucção, deglutição, mordida e náusea, ausentes ou incoordenados; ritmo de sucção-deglutição alterado. Essas disfunções orais podem ser causadas por diversos fatores e poderão interferir na alimentação. Considerando, então, a importância do aleitamento materno para a promoção da saúde geral e fonoaudiológica, principalmente do lactente prematuro, e que são poucas as pesquisas enfocando os diferentes métodos de alimentação, justifica-se a realização desse projeto de pesquisa. O objetivo deste estudo é comparar a sucção de recém nascidos pretermo em aleitamento natural, aleitamento oferecido por mamadeira e por copo. Para o desenvolvimento do estudo serão utilizados: protocolos preenchidos previamente com informações de prontuário hospitalar e vídeos da alimentação de 50 bebês prematuros de ambos os gêneros, com idade gestacional entre 28 e 34 semanas, independentemente do peso de nascimento, um Check list para análise dos sinais durante a alimentação dos prematuros e Termo de Proteção de Risco e Confidencialidade. Os lactentes serão divididos em 5 grupos: grupo A: 10 lactentes em aleitamento materno exclusivo; grupo B: 10 lactentes em aleitamento materno e uso de mamadeira, com filmagem durante aleitamento materno; grupo C: 10 lactentes em aleitamento materno e uso de mamadeira, com filmagem durante aleitamento por mamadeira; grupo D: 10 lactentes em aleitamento materno exclusivo, com filmagem durante aleitamento por copo; grupo E: 10 lactentes em mamadeira. Espera-se encontrar semelhanças entre a alimentação natural e o aleitamento por copo, bem como as dificuldades e facilidades de sucção nos diferentes métodos de alimentação a que os prematuros são submetidos.
Palavras-chave: Sucção
Aleitamento natural
Aleitamento artificial
CNPq: .
Idioma: por
País: Brasil
Editor: UNIVERSIDADE CESUMAR
Sigla da Instituição: UNICESUMAR
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/6219
Data do documento: 27-Out-2009
Aparece nas coleções:VI EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica (27 a 30 de Outubro de 2009)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Taina_Guazzelli_Giarola.pdfTrabalho apresentado no VI Encontro Internacional de Produção Cientifica (27 a 30 de outubro de 2009)51.58 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.