EVENTOS EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica VI EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica (27 a 30 de Outubro de 2009)
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/6134
Tipo: Artigo
Título: PREPARO DA MATRIZ ACELULAR DE PERICÁRDIO E APLICABILIDADE EM CERATITES ULCERATIVAS – ESTUDO EXPERIMENTAL EM COELHOS
Autor(es): PERPÉTUA, Paulo Cesar Gonçalves
MOREIRA, Rúbia Caroline Antoniassi
QUITZAN, Juliany Gomes
DIDONI, Nilson
Resumo: As lesões ulcerativas de córnea representam um desafio ao clínico veterinário, já que podem evoluir para descemetocele e perfuração do globo ocular. As lesões corneanas podem ser causadas por queimaduras químicas, traumas e como sequelas de doenças oftálmicas ou sistêmicas. Uma agressão grave promove a destruição das células germinativas do limbo, obrigando que o reparo da córnea ocorra pelas células conjuntivais, o que resulta em neovascularização corneana e opacidade, que podem torna-se irreversíveis causando cegueira ao paciente. Atualmente, a membrana amniótica é o material mais utilizado para coberturas dos defeitos corneanos em humanos, devido a sua característica de inércia imunológica, não necessitando ser previamente descelularizada . Porém, o alto custo do material preservado e sua curta durabilidade limitam o uso na medicina veterinária. A possibilidade de utilização do pericárdio bovino preservado pode ser viável, uma vez que espera-se garantir a descelularização completa do material com dodecil sulfato de sódio (SDS). Os pericárdios serão coletados em abatedouros, lavados com solução fisiologia, cortados em pequenos fragmentos, acondicionados em frascos contendo SDS e armazenados em solução de tampão fosfato, acrescido de gentamicina. Serão utilizados 20 coelhos machos provenientes de um biotério, estes serão aleatoriamente divididos em dois grupos ( A e B). O grupo A será o grupo controle, onde serão realizadas queimaduras com hidróxido de sódio sobre o olho direito e enxágue do mesmo com solução fisiológica. O grupo B, além da queimadura e lavagem, receberá o implante de pericárdio bovino com auxílio de magnificação óptica e pontos simples isolados, com fio absorvível de poliglactina 8.0. Ambos os grupos receberão cetoprofeno, meperidina e colírio a base de dexametasona e tobramicina durante o pós operatório. Os animais serão fotografados e corados com fluoresceína a cada sete dias por um período de trinta dias e os resultados serão confrontados estatisticamente após o término do projeto. A facilidade de obtenção e preparação do pericárdio bovino para uso oftálmico, podem torná-lo uma ferramenta importante à medicina referido a lesões corneanas se a sua eficácia for provada.
Palavras-chave: Córnea
Pericárdio
Úlcera
CNPq: .
Idioma: por
País: Brasil
Editor: UNIVERSIDADE CESUMAR
Sigla da Instituição: UNICESUMAR
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/6134
Data do documento: 27-Out-2009
Aparece nas coleções:VI EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica (27 a 30 de Outubro de 2009)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Paulo_Cesar_Goncalves_Perpetua.pdfTrabalho apresentado no VI Encontro Internacional de Produção Cientifica (27 a 30 de outubro de 2009)51.76 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.