EVENTOS EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica VI EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica (27 a 30 de Outubro de 2009)
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/6039
Tipo: Artigo
Título: LEVANTAMENTO DA GLICEMIA E PROVAS DE FUNÇÃO RENAL EM INDIVÍDUOS RESIDENTES EM MARINGÁ /PR
Autor(es): LEONARDO, Lorena Beatriz
MARQUES, Fernanda Peres
ANDREAZZI, Márcia Aparecida
Resumo: O nível de glicose sanguínea deve ser criteriosamente regulado, isto porque a glicose é o principal nutriente energético que pode ser usado pelo cérebro, pela retina e pelo epitélio germinativo das gônadas. Por outro lado, também é importante que a concentração de glicose sanguínea não se eleve muito, pois a glicose exerce grande parte da pressão osmótica no líquido extracelular e, se a concentração aumentar, poderá causar desidratação celular, além disso, o aumento de glicose sanguínea pode levar a perda de glicose pela urina, causando diurese osmótica pelos rins, o que pode reduzir os líquidos e eletrólitos corporais. A dosagem de glicose é um exame de rotina, requerido por médicos de diferentes áreas, com a finalidade de se diagnosticar e controlar a evolução de determinadas doenças, principalmente diabetes, doença que apresenta maior frequência entre as mulheres e pessoas mais velhas. Uma forma de avaliar a função renal é verificar os níveis sanguíneos de uréia, originada do metabolismo das proteínas e a creatinina, originada da quebra da creatina muscular. Estes são produtos inúteis que normalmente são excretados pelos rins, mas são acumulados no sangue em casos de disfunção renal. As dosagens de uréia e creatinina permitem diagnosticar alterações renais patológicas nos indivíduos, sendo mais frequentes em pessoas mais velhas. Sendo assim, esta pesquisa tem como objetivo avaliar a glicemia e as provas de função renal em um grupo de indivíduos. Este projeto está sendo conduzido em um laboratório particular da cidade de Maringá/PR, onde estão sendo coletados, a partir de laudos existentes, os dados sobre glicose sanguínea (mg/dL), uréia no soro e na urina (mg/dL) e creatinina no soro e na urina (mg/dL). Estes dados estão sendo classificados quanto ao sexo e quanto a idade, sendo formados 4 grupos /sexo: 30 a 40 anos, 41 a 50 anos, 51 a 60 anos e 61 a 70 anos, sendo coletados 50 dados por grupo, totalizando 400 resultados. A análise estatística das variáveis estudadas será realizada através do método dos quadrados mínimos, utilizando-se o sistema de análise estatística e genética (SAEG). Desta forma, espera-se com este projeto, obter os valores médios de glicose, uréia e creatinina na população estudada, o que permitirá a implantação e a divulgação de medidas preventivas, quando possíveis.
Palavras-chave: Creatinina
Glicose
Uréia
CNPq: CNPq
Idioma: por
País: Brasil
Editor: UNIVERSIDADE CESUMAR
Sigla da Instituição: UNICESUMAR
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/6039
Data do documento: 27-Out-2009
Aparece nas coleções:VI EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica (27 a 30 de Outubro de 2009)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Lorena_Beatriz_Leonardo.pdf51.62 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.