01 - CAMPUS MARINGÁ 3. TESES E DISSERTAÇÕES TECNOLOGIAS LIMPAS E SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL - PPGTL
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/585
Tipo: Dissertação
Título: Quantificação das emissões de biogás em um aterro sanitário localizado na região Noroeste do Estado do Paraná
Autor(es): SOUZA, Lieverthon Bianchi Gualda de
Primeiro Orientador: RIBEIRO, Rosa Maria
metadata.dc.contributor.advisor-co1: SANTOS, José Maurício Gonçalves dos
Abstract: Na sociedade, o consumismo impera de forma disseminada, sendo a correta destinação do lixo foco de muitos debates. Para tanto, há várias alternativas de estudo, como a mitigação dos resíduos, a reciclagem, a compostagem e/ou biodegração de material orgânico e a incineração em altas temperaturas. Contudo, a prática dessas alternativas ainda está muito aquém das necessidades, levando um volume muito grande desses materiais a serem depositados como lixo nos aterros sanitários. Diante desse fato, este trabalho se propôs a quantificar o biogás gerado em um aterro localizado na região Noroeste do Estado do Paraná. Assim, foi efetuada uma qualificação dos resíduos, constatando-se que não há uma coleta seletiva dos dejetos que chegam ao aterro sanitário; também foi realizada uma estimativa do volume do biogás, utilizando-se um lisímetro, em amostragens de campo, dos quais se obteve a vazão do biogás nos nove drenos da área delimitada pelo aterro, estimado para o ano de 2015, e que resultaram em 139 m³. Foi realizada também uma estimativa por meio do método matemático de LandGEM, em que foram obtidos dados em forma de estimativas do período em que o biogás ainda será gerado no aterro, isto é, até meados de 2151, bem como o ano de máxima produção do gás no aterro que é 2016. Concluiu-se que é necessário que haja um gerenciamento adequado dos resíduos que chegam ao aterro sanitário, pois, dessa forma, haverá maior aproveitamento dos resíduos, possibilitando-se a priorização eficaz no gerenciamento dos resíduos. E como consequência, a quantidade de material não orgânico seria significativamente reduzida, o que acarretaria numa decomposição dos resíduos de forma mais rápida e eficiente, incrementando a produção do biogás no aterro sanitário. E em se implantando tecnologias, o biogás poderia ser aproveitado para a geração de energia elétrica, o que traria redução da emissão do CO2, com a possibilidade de lhe se aferido créditos de carbono.
Palavras-chave: Aterro sanitário
Gás metano
Matéria orgânica
Resíduos sólidos
Idioma: por
País: Brasil
Editor: UNIVERSIDADE CESUMAR
Sigla da Instituição: UNICESUMAR
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/585
Data do documento: 16-Set-2015
Aparece nas coleções:TECNOLOGIAS LIMPAS E SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL - PPGTL

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Lieverthon Bianchi Gualda de Souza.pdfDissertação1.82 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.