01 - CAMPUS MARINGÁ 3. TESES E DISSERTAÇÕES PROMOÇÃO DA SAÚDE
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/576
Tipo: Dissertação
Título: Detecção precoce do câncer de mama: análise da percepção de mulheres atendidas pela Equipe Saúde da Família
Autor(es): DERENZO, Neide
Primeiro Orientador: BERNUCI, Marcelo Picinin
metadata.dc.contributor.advisor-co1: COSTA, Cássia Kely Favoretto
Abstract: O câncer de mama é o câncer mais frequentemente diagnosticado e a principal causa de morte por câncer entre as mulheres em todo o mundo. O conhecimento da percepção das mulheres sobre a doença e os métodos preventivos podem auxiliar no desenvolvimento de novas estratégias a serem aplicadas nos programas de controle do câncer de mama. Dessa forma, o presente estudo teve como objetivo analisar a percepção das mulheres sobre os fatores de risco para o câncer de mama, métodos preventivos e atendimento dos serviços de saúde. Para tanto, foram entrevistadas 193 das 14.638 mulheres com 35 a 69 anos de idade cadastradas em 24 equipes da estratégia de saúde da família de um município do noroeste do Paraná, Brasil. Os resultados mostram que os principais fatores de risco relacionados com o aumento da incidência de câncer de mama foram: histórico familiar (52%), estilo de vida (42%), história reprodutiva (22%) e exposição a radiações (13%). Sobre os métodos de detecção precoce e prevenção, 75,92% já realizaram mamografia, 86,53% já tiveram suas mamas examinadas clinicamente por profissional e somente 46,11% realizam mensalmente o autoexame da mama. Quanto às fontes de informações sobre o programa de prevenção do câncer de mama, dos 61% das participantes que citaram ter recebido alguma orientação nos últimos três anos, 76% indicaram os meios de comunicação e 15% os serviços de saúde como fonte desta informação. Quanto às principais melhorias que ocorreram nos últimos três anos no atendimento da UBS, 40% delas informaram que conseguem marcar consultas com mais facilidade, 34% estabeleceram maior vínculo com os profissionais da UBS e 22% observam maior capacitação e conhecimento dos profissionais. Quanto aos principais problemas dos últimos três anos no atendimento da UBS, 65% das entrevistadas citaram o fato de não conseguirem realizar consultas e exames de mama rapidamente e 35% delas não conseguirem marcar consultas com maior facilidade. Os resultados obtidos no estudo apontam que a população apresenta considerável nível de informação sobre os fatores de risco do câncer de mama bem como sobre os métodos preventivos, no entanto, questões relacionadas à dinâmica do serviço assistencial parecem ser preponderantes para a insatisfação das mesmas, constituindo um possível fator de recusa de adesão ao programa de controle de câncer.
Palavras-chave: Neoplasia mamária
Rastreamento
Prevenção
Promoção da saúde
Idioma: por
País: Brasil
Editor: UNIVERSIDADE CESUMAR
Sigla da Instituição: UNICESUMAR
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/576
Data do documento: 3-Mar-2016
Aparece nas coleções:PROMOÇÃO DA SAÚDE

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
NEIDE DERENZO.pdfDissertação2.43 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.