01 - CAMPUS MARINGÁ 3. TESES E DISSERTAÇÕES PROMOÇÃO DA SAÚDE
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/529
Tipo: Dissertação
Título: Nascer em Umuarama: a epidemia das cesarianas sob a óptica de seus atores principais
Autor(es): ROSA, Edinalva Madalena de Almeida Mota
Primeiro Orientador: GIMENES, Régio Marcio Toesca
metadata.dc.contributor.advisor-co1: YAMAGUCHI, Mirian Ueda
Abstract: Nos últimos anos, houve uma crescente escolha por partos cesarianos, principalmente no Brasil, fazendo o país apresentar as taxas mais elevadas de cesarianas realizadas nos últimos anos no mundo. A nível local não tem sido diferente. Assim, o objetivo do presente estudo foi idenfificar a prevalência de cesariana e parto normal; os fatores relacionados ao médico obstetra e os relacionados às puerperas, e as políticas públicas de remuneração do parto normal na determinação das taxas de cesarianas em uma maternidade municipal localizada em Umuarama – PR. Realizou-se uma pesquisa descritiva, documental, transversal, com abordagem quantitativa aplicando dois questionários: um direcionado a cinco médicos obstetra e outro à 60 puérperas, no período de julho a agosto de 2013 em duas etapas. A primeira etapa foi entrevistas com os médicos e puérperas. A segunda etapas se deu atravês da coleta dos dados de prevalência no SINASC-WEB-SVE/SMS; levantamento dos números de nascidos vivos nos últimos cinco anos; número de partos normais; número de cesarianas, nas instituições que realizam partos no município. Posteriormente, no SIH-WEB/MAC/SIGTAP-Umuarama: análise da política de pagamento do parto normal e cesariana com emissão do Relatório analítico de procedimentos - Cesariana; partos normal e analgesia obstétrica para parto normal. Foi respeitados todos os princípios ético com pesquisa envolvendo seres humanos e aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa da UNICESUMAR-Maringá parecer 228.032/2013. Os principais resultados do estudo: a prevalência de cesarianas e parto normal foi de 79,24% e 20,76% respectivamente nos últimos 5 anos; na instituição pública 402 (64, 42%) de cesarianas e 222 (35,6%), de parto normal, ao passo que nas duas instituições privadas existentes no município, 493 (98,4%) foram cesarianas e 8 (1,6%) parto normal, demonstrando claramente, a generalização da prática de cesárea na amostra estudada para além das necessidades clínicas específicas de sua indicação. O medo da dor, a influência cultural e familiar, a ifluência do médico e o desejo em realizar a laqueadura tubária são fatores determinantes na escolha da cesárea; de grande relevância, que a política de remuneração atual do parto normal é tida pelos médicos obstetras como o principal fator que dificulta a realização do mesmo, por não levar em conta o tempo de duração do trabalho de parto e comprometendo assim, a sua renda e a vida pessoal; mostrou o despreparo dos médicos obstetras no atendimento ao parto normal, e que o profissional tem uma grande parcela de responsabilidade na preferência pela cesárea. Ficou evidente a necessidade da ação educativa a ser realizada durante o pré-natal a fim de resgatar o papel de protagonista da mulher no processo de parturição, uma vez que aproximadamente um quarto (26,67%) das mães recebeu algum tipo de informação sobre os diferentes tipos de parto no período pré-natal.
Palavras-chave: Gestação
Parto normal
Puérpera
Maternidade
Neonatal
Idioma: por
País: Brasil
Editor: UNIVERSIDADE CESUMAR
Sigla da Instituição: UNICESUMAR
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/529
Data do documento: 28-Fev-2014
Aparece nas coleções:PROMOÇÃO DA SAÚDE

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
EDINALVA MADALENA DE ALMEIDA MOTA.pdfDissertação4.01 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.