EVENTOS EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica VII EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica (25 à 28 de Outubro de 2011)
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/4728
Tipo: Artigo
Título: IDENTIFICAÇÃO E PESQUISA DE POLIMORFISMO GENÉTICO ENTRE AS ESPÉCIES DE FUNGOS ASPERGILLUS NIGER E ASPERGILLUS CARBONARIUS ENCONTRADAS EM FRUTAS SECAS VENDIDAS NO COMÉRCIO DE MARINGÁ-PR
Autor(es): MENEGHELLO, Eline Ramos
JORGE, Jéssica Raynne de Moura
OLIVEIRA, Alessandra Valéria de
Abstract: A presença de fungos em alimentos vem causando uma grande preocupação com a saúde pública, pois estes são responsáveis pela produção de micotoxinas. Estas são metabólitos secundários que quando presentes nos alimentos e ingeridas com grande frequência se acumulam no organismo e podem levar a efeitos teratogênicos, neurotóxicos, imunossupressores e nefrotóxicos. Dentre as micotoxinas produzidas, a ocratoxina A (OTA) é a que tem mais recebido atenção, e esta é produzida com grande frequência pelos fungos Aspergillus niger e Aspergillus carbonarius.Um dos alimentos com grande incidência de ocratoxina A são os frutos secos e a contaminação destes ocorre durante o processamento dos mesmos, que compreende o período de pré- colheita até o seu armazenamento, é visto também que a contaminação depende de fatores climáticos. O fato de o Brasil ser um dos maiores produtores e exportadores de frutas secas, associado à alta toxicidade da ocratoxina A, direciona esta pesquisa para a busca de fungos do gênero Aspergillus. A semelhança morfológica entre estas espécies fúngicas é insuficiente para distingui-los, portanto é preciso o uso de técnicas moleculares para uma segura distinção. Este trabalho tem como objetivo a pesquisa das respectivas espécies fúngicas em amostras de frutas secas coletadas nos comércios de Maringá, a fim de se realizar uma análise comparativa da variabilidade genética e polimorfismos de ambas as espécies. Serão feitas culturas a partir das amostras para obtenção do micélio, posteriormente se fará a extração de DNA dos fungos e após a amplificação de fragmentos de DNA através da técnica RAPD, a qual utiliza marcadores moleculares.
Palavras-chave: Aspergillus
Frutas secas
Ocratoxina A
RAPD
Idioma: por
País: Brasil
Editor: UNIVERSIDADE CESUMAR
Sigla da Instituição: UNICESUMAR
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/4728
Data do documento: 25-Out-2011
Aparece nas coleções:VII EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica (25 à 28 de Outubro de 2011)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
eline_ramos_meneghello.pdfTrabalho apresentado na modalidade grupo de discussão no VII EPCC Encontro Internacional de Produção Científica (25 a 28 de outubro de 2011)82.05 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.