EVENTOS EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica VII EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica (25 à 28 de Outubro de 2011)
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/4720
Tipo: Artigo
Título: QUANTIFICAÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DO LODO PRODUZIDO PELA ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ÁGUA DA CIDADE DE MARINGÁ-PR E ALTERNATIVAS PARA SUA DESTINAÇÃO
Autor(es): SCHUINDT, Danilo César Castro
GARCIA, Isabela dos Santos
GASPAROTTO, Francielli
MASSUDA, Mitie
Abstract: A cidade de Maringá abriga mais de 350.000 pessoas e abastecer estas com água de qualidade configura-se a cada dia em um desafio. Para o consumo humano, a água é submetida a tratamentos para se tornar potável. Este tratamento é desenvolvido em Estações de Tratamento de Água (ETAs) transforma a água bruta, normalmente inadequada para o consumo humano, em água potável, através dos processos de coagulação, floculação, decantação e filtração. Diversos são os componentes químicos adicionados durante esses processos, conduzindo a formação de resíduos que serão removidos por sedimentação, filtração, adsorção em hidróxidos e óxidos ou carvão ativado. O crescimento da demanda por água potável tem implicado em um aumento da quantidade de resíduos nas estações de tratamento de água (ETA). Consequentemente, estão ocorrendo um significativo aumento nos rejeitos ou lodo, provenientes das ETA’s. A constituição do lodo de ETA engloba basicamente resíduos sólidos orgânicos e inorgânicos provenientes da água bruta, tais como: algas, bactérias, vírus, partículas orgânicas em suspensão, colóides, areias, argila, siltes, cálcio, magnésio, ferro, manganês, etc. Estes constituintes são observados em formas de hidróxidos de alumínio em grande quantidade, provenientes da adição de produtos químicos e, em alguns casos, polímeros condicionantes também utilizados no processo. Assim, o lodo é classificado como resíduo sólido, necessitando de tratamento e disposição de acordo com a legislação específica. O destino destes resíduos de ETA vinha sendo os cursos d’água próximos das estações, no entanto, a crescente preocupação e a regulamentação têm restringido ou proibido essa disposição. Desta forma, o objetivo deste trabalho é realizar um levantamento da quantidade e características do lodo produzido na ETA de Maringá- PR, revisar resultados de pesquisas existentes sobre o uso do lodo em diferentes áreas, para identificar possíveis empregos deste lodo evitando assim a poluição e contaminação dos recursos naturais.
Palavras-chave: Lodo de ETA
Caracterização
Minimização
Resíduo sólido
Idioma: por
País: Brasil
Editor: UNIVERSIDADE CESUMAR
Sigla da Instituição: UNICESUMAR
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/4720
Data do documento: 25-Out-2011
Aparece nas coleções:VII EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica (25 à 28 de Outubro de 2011)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
danilo_cesar_castro_schuindt.pdfTrabalho apresentado na modalidade grupo de discussão no VII EPCC Encontro Internacional de Produção Científica (25 a 28 de outubro de 2011)77.79 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.