EVENTOS EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica VII EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica (25 à 28 de Outubro de 2011)
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/4670
Tipo: Artigo
Título: PLANTAS MEDICINAIS E ENVELHECIMENTO ATIVO
Autor(es): TIMÓTEO, Andrey Luís Mauá
SILVA, Diego Aparecido Rosa da
PESCO, Danielle Cristine Sampaio
BARBOSA, Lauyze Dall ?ago
CORTEZ, Lucia Elaine Ranieri
Abstract: É visto um aumento da expectativa de vida da população brasileira e estima-se que a proporção de pessoas com 60 anos ou mais aumentará 16% em 2030. Estes dados são o resultado da queda das taxas de fecundidade e mortalidade bem como, o aumento da expectativa de vida. Uma vez que este aumento é notável, torna-se importante estudar esta população crescente que cada vez mais ganha destaque em outros países, principalmente os mais desenvolvidos, já que estes possuem uma grande população idosa, devido à alta qualidade de vida. Para isto devem-se levar em consideração diversos critérios de natureza biológica, psicológica e sócio- cultural, já que muitos elementos são apontados como determinantes ou indicadores de um envelhecimento ativo. A Organização Mundial da Saúde (OMS) já reconhece, na atualidade, a importância da fitoterapia e estudos etnobotânicos incluem a relação mútua entre populações tradicionais e as plantas. O objetivo deste trabalho é realizar um levantamento etnobotânico de plantas medicinais comumente utilizadas por idosos. Será aplicado um questionário a população em estudo e espera-se obter informações referentes a características dos idosos, bem como, informações sobre frequência, forma e influência do uso, efeito terapêutico e adverso de plantas medicinais. Espera-se desta maneira também verificar a relação entre os fatores sócio- econômicos e a utilização de plantas medicinais, bem como, as principais plantas que fazem parte do dia a dia dos idosos. Sabendo-se que a utilização destas são passadas de geração para geração, o estudo etnobotânico na população idosa é de grande valia, já que, poderão ser avaliados os efeitos positivos das mesmas em prol da qualidade de vida desta população, bem como, no envelhecimento ativo.
Palavras-chave: Idoso
Qualidade de vida
Plantas medicinais
Idioma: por
País: Brasil
Editor: UNIVERSIDADE CESUMAR
Sigla da Instituição: UNICESUMAR
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/4670
Data do documento: 25-Out-2011
Aparece nas coleções:VII EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica (25 à 28 de Outubro de 2011)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
andrey_luis_maua_timoteo.pdfTrabalho apresentado na modalidade grupo de discussão no VII EPCC Encontro Internacional de Produção Científica (25 a 28 de outubro de 2011)79.44 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.