EVENTOS Mostra Interna de Trabalhos de Iniciação Científica IX Mostra Interna de Trabalhos de Iniciação Científica e II Mostra Interna de Trabalhos de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação 2018
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/2083
Tipo: Artigo
Título: FAUNA PARASITÁRIA DE Hypostomus ancistroides (Loricariidae) NA BACIA DO RIO PIRAPÓ, PARANÁ, BRASIL, UTILIZADA COMO BIOINDICADORA DE QUALIDADE AMBIENTAL
Autor(es): BELGAMAZZI, Micaeli Silva
MENDES, Gislaine Aguiar
CAGNI, Gilsemara dos Santos
TAKEMOTO, Ricardo Massato
LIZAMA, Maria de Los Angeles Perez
Abstract: O ambiente aquático normalmente recebe inúmeros poluentes oriundos do processo de antropização, de origem urbano ou rural, afetando a biodiversidade dos corpos de água, os recursos hídricos. O objetivo deste estudo é avaliar o impacto gerado por defensivos depositados bacia do rio Pirapó, por meio da utilização dos parasitos de Hypostomus ancistroides (Ihering, 1911), conhecido popularmente como cascudo, verificando o potencial desta técnica como bioindicadores de qualidade ambiental. O estudo será realizado no rio Pirapó, no qual possui uma área de drenagem de aproximadamente 5.096,86 km² e abastece, entre outras cidades, o município de Maringá, PR, a terceira maior cidade do Estado do Paraná. Hypostomus ancestroides será coletado em três pontos com diferentes níveis de antropização no rio Pirapó, na nascente, a montante da estação de captação de água e no encontro com o rio Bandeirantes. Serão utilizadas redes de espera simples de diferentes malhagens, bem como tarrafas e outros artefatos de pesca com esforços padronizados, com a periodicidade trimestral durante o ano de 2018. Após serem amostrados, os hospedeiros serão analisados a fim de identificar possíveis alterações nessas espécies causadas por defensivos agrícolas e ainda procura-se identificar o nível de contaminação no local. A taxonomia, bem como os níveis de parasitismo (prevalência, abundância média e intensidade média) de cada espécie de parasito servirá para conhecer as relações ecológicas que existem entre os parasitos e seus hospedeiros, por meio de análises estatísticas não paramétricas. De posse dos dados abióticos e bióticos e a relação entre eles, espera-se verificar a qualidade da água neste rio a fim de tornar possível o monitoramento da contaminação por defensivos agrícolas em locais com grandes concentrações de efluentes industriais e residenciais e evitar, portanto, o impacto ambiental gerado por esses poluentes. O conhecimento da fauna parasitária de H. ancistroides possibilitará ainda verificar as espécies de parasitos bioindicadoras de qualidade dos corpos de água e, desta forma, avaliar o impacto antrópico no ambiente aquático e suas relações na biodiversidade de hospedeiros com sua comunidade parasitária, e estes dois com o meio ambiente.
Palavras-chave: Defensivos agrícolas
Indicadores biológicos
Parasitos
Peixes
Idioma: por
País: Brasil
Editor: UNIVERSIDADE CESUMAR
Sigla da Instituição: UNICESUMAR
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/2083
Data do documento: 23-Out-2018
Aparece nas coleções:IX Mostra Interna de Trabalhos de Iniciação Científica e II Mostra Interna de Trabalhos de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação 2018

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
micaeli_silva_belgamazzi.pdfTrabalho apresentado na modalidade comunicação oral no IX Mostra Interna de Trabalhos de Iniciação Científica e II Mostra Interna de Trabalhos de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (23 a 26 de outubro de 2018)445.03 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.