EVENTOS EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica X EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica (24 à 26 de Outubro de 2017)
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/1670
Tipo: Artigo
Título: PSICOPATIA POLÍTICA: ANÁLISE PSICOJURÍDICO E O PORQUÊ DESSA BUSCA INCANSÁVEL PELO DINHEIRO E PODER
Autor(es): MELO, Angélica de Souza
CASADO, Aline Gabriela Pescaroli
Abstract: Este trabalho visa compreender sobre a psicopatia em geral e sua correlação com a corrupção política visando demonstrar as características, aspectos, e os porquês desse desvio de personalidade, além de sua influência neste momento político catastrófico que vivemos, sempre almejando alcançar algumas respostas sobre essa busca desmedida pelo poder e dinheiro passando por cima de qualquer coisa e sem pensar nas consequências, sendo que busca-se a compreensão e a dimensão desse problema psíquico, quais suas fontes, de onde surgem e como surgem para tentarmos elucidar este mal. Foram pesquisadas a crise política que estamos enfrentando, as terminologias, a psicopatia, suas características, peculiaridades, efeitos, seu possível desenvolvimento e a forma como atinge a vida adulta e a agressão instrumental utilizada pela maioria dos políticos.
Palavras-chave: Agressão instrumental
Corrupção
Crise política
Desvio de personalidade
Idioma: por
País: Brasil
Editor: UNIVERSIDADE CESUMAR
Sigla da Instituição: UNICESUMAR
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/1670
Data do documento: 24-Out-2017
Aparece nas coleções:X EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica (24 à 26 de Outubro de 2017)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
epcc--80152.pdfTrabalho apresentado na modalidade painel no X Encontro Internacional de Produção Científica (24 a 26 de outubro de 2017)131.88 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.