EVENTOS EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica X EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica (24 à 26 de Outubro de 2017)
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/1064
Tipo: Artigo
Título: COLLIE EYE ANOMALY EM UM FILHOTE DE COLLIE
Autor(es): NERONE, Matheus Cézar
KLEINER, João Alfredo
ANTUNES, Victória Lucas Camara
BETTINI, Carlos Maia
Abstract: Collie Eye Anomaly (CEA) é uma desordem ocular canina de herança congênita com variabilidade na manifestação e gravidade das lesões clínicas e oftálmicas, cujo exame oftalmológico pode revelar uma série de anormalidades. O presente trabalho tem como objetivo descrever a ocorrência de lesões em um cão da raça Collie, oftalmoscopicamente, semelhantes com as descritas na CEA, ressaltando a importância de se diagnosticar a doença, precocemente, para que seja feita uma seleção reprodutiva dos cães. Relato de caso: Um cão fêmea de 2 meses de idade da raça Collie foi encaminhado para exame por dificuldades visuais. Ao exame oftálmico, observou-se microftalmia, distrofia endotelial corneana, hipoplasia tapetal com fundo de olho subalbinóico e hipoplasia de disco óptico. Baseando-se no exame oftalmológico, o cão foi diagnosticado com CEA e suspeito de ter a mutação associada à CEA. Discussão: o diagnóstico da CEA pode ser feito por exame da retina do olho de filhotes com apenas 5-10 semanas de idade. Porém, o exame oftalmológico pode revelar somente os cães afetados, mas não os cães portadores. Um estudo revelou que todos os cães afetados pela CEA compartilham de uma mutação no gene NHEJ1. Testes que identificam esta mutação podem ser utilizados tanto como auxiliar diagnóstico como para ajudar a controlar a reprodução e reduzir a prevalência da doença. Conclusão: a CEA não possui cura ou tratamento. Sendo assim, é muito importante, em um programa de reprodução, examinar os filhotes precocemente, a fim de diagnosticar e retirar os acometidos pela CEA da condição reprodutiva.
Palavras-chave: Collie eye anomaly
coloboma
cão
hipoplasia coroidal
olho
Idioma: por
País: Brasil
Editor: UNIVERSIDADE CESUMAR
Sigla da Instituição: UNICESUMAR
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/1064
Data do documento: 24-Out-2017
Aparece nas coleções:X EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica (24 à 26 de Outubro de 2017)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
epcc--80377.pdfTrabalho apresentado na modalidade painel no X Encontro Internacional de Produção Científica (24 a 26 de outubro de 2017)378.97 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.