01 - CAMPUS MARINGÁ 3. TESES E DISSERTAÇÕES TECNOLOGIAS LIMPAS E SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL - PPGTL
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/1045
Tipo: Dissertação
Título: Indução da ciclicidade em receptoras de embriões equinos: busca por um manejo sustentável
Autor(es): BOTELHO, Ana Carolina Fanhani De Arruda
Primeiro Orientador: CAVALIERI, Fabio Luiz Bim
metadata.dc.contributor.advisor-co1: ANDREAZZI, Marcia Aparecida
Abstract: A cadeia produtiva do cavalo tem apresentado um crescimento expressivo nos últimos anos, sobretudo em função da criação de cavalos atletas, os quais requerem mais cuidados, inclusive no emprego das biotécnicas da reprodução, que buscam reproduzir os melhores animais. Ao longo dos anos, a taxa de prenhez em éguas tem aumentado devido à utilização de várias técnicas, dentre elas o uso de hormônios exógenos, como a progesterona, que pode ser eficiente na indução da primeira ovulação do ano. O objetivo deste estudo foi investigar um manejo sustentável para a cadeia produtiva equina, por meio da utilização de implantes intravaginais de progesterona em éguas em anestro sazonal, visando antecipar a primeira ovulação da estação de monta. Foram utilizadas vinte e duas éguas mestiças, classificadas em dois tratamentos: T1 - animais com a presença de folículo menor ou igual a 20 mm, e o T2 - animais que apresentaram folículo maior ou igual a 20 mm, os quais receberam dispositivo intravaginal de progesterona. Após sete dias, os dois grupos foram submetidos a exames ultrassonográficos diários para verificação do crescimento folicular. Os implantes foram retirados quando os animais apresentaram um folículo maior ou igual a 35 mm e, um dia após a retirada do implante, todos os animais tiveram sua ovulação induzida. Os dados foram tabulados e analisados empregando o PROC GENMOD, e mostraram que a porcentagem de animais que responderam ao tratamento e apresentaram folículo dominante maior do que 35mm foi significativamente maior (P<0,05) nos animais do grupo T2 (62,5%) do que no T1 (28,5%). De acordo com os resultados obtidos nesta pesquisa, conclui-se que o uso de dispositivos de progesterona induziu a ciclicidade das receptoras de embriões equinos e antecipou a primeira ovulação da estação de monta, mostrando que esta técnica pode tornar o manejo de fêmeas equinas mais eficiente, produtivo e sustentável sob o ponto de vista econômico e ambiental.
Palavras-chave: éguas
estação reprodutiva
produção sustentável
Idioma: por
País: Brasil
Editor: UNIVERSIDADE CESUMAR
Sigla da Instituição: UNICESUMAR
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/1045
Data do documento: 5-Mar-2018
Aparece nas coleções:TECNOLOGIAS LIMPAS E SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL - PPGTL

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ANA CAROLINA BOTELHO.pdfDissertação569.02 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.