01 - CAMPUS MARINGÁ 3. TESES E DISSERTAÇÕES TECNOLOGIAS LIMPAS E SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL - PPGTL
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/1035
Tipo: Dissertação
Título: Comportamento pró-ambiental, crenças e percepção de sustentabilidade na construção civil: uma análise de universitários ingressantes e concluintes
Autor(es): RODRIGUES, Claudio De Souza
Primeiro Orientador: MILANI, Rute Grossi
metadata.dc.contributor.advisor-co1: PACCOLA, Ednéia Aparecida de Souza
Abstract: A produção de resíduos sólidos da construção civil representa mais de 50% dos resíduos em médias e grandes cidades brasileiras. Com o aumento da urbanização, o gerenciamento e tratamento adequado representam um desafio para gestores e profissionais. Neste contexto, a formação ambiental do engenheiro civil pode contribuir para a solução e aprimoramento das construções a favor do desenvolvimento sustentável. Objetivou-se analisar o comportamento pró-ambiental, as crenças e as percepções de sustentabilidade em universitários ingressantes e concluintes de engenharia civil, por meio dos instrumentos: Escala de Comportamento Ecológico (ECE), Escala de Crenças Ambientais (ECA) e um questionário elaborado pelos autores para avaliar a percepção de sustentabilidade na construção civil. Participaram do estudo 166 estudantes de uma instituição de ensino superior do sul do Brasil; sendo 71,1% homens e 64,5% mulheres, com prevalência da classe social D. Para análise dos resultados foram utilizados métodos descritivos, com o teste z para proporções e a correlação de Pearson. O nível de significância foi de p<0,05. Constatou-se que as crenças antropocêntricas foram maiores no primeiro ano de graduação, quando comparado ao quinto ano (p=0,04). Na ECE, referente aos relatos de comportamento pró-ambiental de limpeza urbana, os índices foram estaticamente maiores no quinto ano (p=0,02) quando comparados ao primeiro. Com relação ao sexo, ao analisar as variáveis no primeiro ano, a pontuação no comportamento próambiental de limpeza urbana foi maior no sexo feminino (p=0,01); no quinto ano, a pontuação de crenças ambientais ecocêntricas (ECA) também foi maior para as mulheres (p=0,03). Nas questões sobre a sustentabilidade foi possível identificar um cenário positivo, todavia, os alunos relatam a necessidade de mais informações sobre a origem dos materiais utilizados na construção civil e a gestão dos resíduos sólidos. Conclui-se que na amostra estudada a vida universitária mostrou-se associada a menos crenças ambientais antropocêntricas e relatos de comportamentos de limpeza urbana mais favoráveis ao ambiente ao findar do curso, no entanto, não se observaram diferenças em relação às demais áreas do comportamento próambiental. Portanto, os resultados sinalizam a importância de articular estratégias de educação ambiental para estudantes de engenharia, com ênfase na promoção dos processos de gestão de resíduos e das tecnologias limpas de construção civil.
Palavras-chave: Crenças ambientais
Construção civil
Resíduos sólidos
Comportamento social
saúde ambiental
Idioma: por
País: Brasil
Editor: UNIVERSIDADE CESUMAR
Sigla da Instituição: UNICESUMAR
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/1035
Data do documento: 3-Mar-2017
Aparece nas coleções:TECNOLOGIAS LIMPAS E SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL - PPGTL

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CLAUDIO DE SOUZA RODRIGUES.pdfDissertação767.8 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.