01 - CAMPUS MARINGÁ 1. TCC ENGENHARIA QUÍMICA
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/7730
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorCABRAL, Nayara Araujo-
dc.date.accessioned2021-02-17T16:58:39Z-
dc.date.available2021-02-17-
dc.date.available2021-02-17T16:58:39Z-
dc.date.issued2021-02-17-
dc.identifier.citationCABRAL, Nayara Araujo. Alternativas de desinfecção da água para consumo e os impactos dos subprodutos gerados. 24f. 2020. Unicesumar - Universidade Cesumar: Maringá 2020.pt_BR
dc.identifier.otherPresencialpt_BR
dc.identifier.urihttp://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/7730-
dc.description.abstractIncreasingly there is an attempt to use or ingest water that is safe for consumption, it means, that has undergone adequate treatment and that has quality parameters within the standard established by current legislation. This is an important challenge for everyone, as water is fundamental for human survival. Water is the main food ingested by man, and corresponds to 80% of the composition of the human body. This intense contact explains the fact that the human organism is easily affected by parasitic microorganisms, that lodged and develop in the host body, when conditions are favorable. In addition to microbiological contaminants, there are chemical contaminants that arise as a result of the treatment process. Some of the quality parameters are related to the microbiological characteristics of the water, such as the presence of protozoa, viruses or bacteria. Other parameters are related to the presence of organic or inorganic chemical compounds harmful to human health, such as disinfection by-products (trihalomethanes, halo acetic acids, among others). There is evidence in the literature on the carcinogenicity of various disinfection by-products. The disinfection process is fundamental for the potabilization of water and there are currently several technologies, from traditional ones such as chlorination to the most modern ones, such as ozonation and membrane filtration. This work consists of a bibliographic review of the alternatives for disinfecting drinking water and the impacts of its by-products, in order to identify the pros and cons of the studied technologies. For that, a systematic bibliographic survey will be made in scientific journals. It is expected to obtain information on disinfection technologies and their effects so that it is possible the analysis of feasibility and efficiency, and that efficiency is linked to current legislation (Consolidation Ordinance no.5 / 2017 and / or RCB Anvisa (National Health Surveillance Agency) no.274 / 2005), which also establishes the maximum concentrations of disinfection by-products in treated water.pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUNIVERSIDADE CESUMARpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectInativaçãopt_BR
dc.subjectMicrorganismospt_BR
dc.subjectQualidadept_BR
dc.titleAlternativas de desinfecção da água para consumo e os impactos dos subprodutos geradospt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.contributor.advisor1ANDREOLA, Ricardo-
dc.contributor.referee1ANDREOLA, Ricardo-
dc.contributor.referee2CALDERARO, Fernando Pereira-
dc.contributor.referee3TEIXEIRA, Thaise Moser-
dc.description.resumoCada vez mais procura-se utilizar ou ingerir água que seja segura para consumo, ou seja, que tenha passado por um tratamento adequado e que tenha parâmetros de qualidade, enquadrados no padrão estabelecido pela legislação vigente. Esse é um desafio importante para todos, pois a água é fundamental para a sobrevivência humana. A água é o principal alimento ingerido pelo homem, e corresponde a 80% da composição do corpo humano. Esse contato intenso explica o fato de o organismo humano ser facilmente atingido por microrganismos parasitas, sendo que estes se alojam e se desenvolvem no corpo hospedeiro, quando as condições lhes são favoráveis. Além dos contaminantes microbiológicos, existem os contaminantes químicos, que surgem em decorrência do processo de tratamento. Alguns dos parâmetros de qualidade são relacionados às características microbiológicas da água, como a presença de protozoários, vírus ou bactérias. Outros parâmetros estão relacionados à presença de compostos químicos orgânicos ou inorgânicos nocivos à saúde humana, como os subprodutos da desinfecção (trihalometanos, ácidos halo acéticos, entre outros). Existem comprovações na literatura sobre a carcinogenicidade de diversos subprodutos da desinfecção. O processo de desinfecção é fundamental para a potabilização da água e existem atualmente diversas tecnologias, desde as tradicionais, como a cloração, até às mais modernas, como a ozonização e filtração por membranas. Este trabalho consiste na revisão bibliográfica das alternativas de desinfecção da água para consumo e os impactos de seus subprodutos, com o objetivo de identificar os prós e contras das tecnologias estudadas. Para tanto, será feito um levantamento bibliográfico sistemático em periódicos científicos. Espera-se obter informações das tecnologias de desinfecção e seus efeitos, para que seja possível a análise de viabilidade e eficiência, sendo que a referida eficiência está vinculada à legislação vigente (Portaria de Consolidação n.5/2017 e/ou RDC Anvisa n.275/2005), que também estabelece as concentrações máximas de subprodutos da desinfecção em água tratada.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.initialsUNICESUMARpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::ENGENHARIAS::ENGENHARIA QUIMICApt_BR
Aparece nas coleções:ENGENHARIA QUÍMICA

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CABRAL, Nayara Araujo.pdfArtigo apresentado ao Curso de Graduação em Engenharia Química da UNICESUMAR – Universidade Cesumar como requisito parcial para a obtenção do título de Bacharela em Engenharia Química, sob a orientação do Prof. Dr. Ricardo Andreola.908.42 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.