01 - CAMPUS MARINGÁ 1. TCC ENGENHARIA QUÍMICA
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/7704
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorSILVA, Isabella Zanette da-
dc.date.accessioned2021-02-17T14:28:15Z-
dc.date.available2021-02-17-
dc.date.available2021-02-17T14:28:15Z-
dc.date.issued2021-02-17-
dc.identifier.citationSILVA, Isabella Zanette da. Coagulante magnético de Moringa oleifera e Grafeno para o tratamento de efluentes. 19f. 2020. Unicesumar - Universidade Cesumar: Maringá 2020.pt_BR
dc.identifier.otherPresencialpt_BR
dc.identifier.urihttp://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/7704-
dc.description.abstractCurrently, there is an environmental concern with the difficulty of treating effluents efficiently and economically for release into water bodies. The removal of turbidity and color is commonly achieved by the coagulation and flocculation process. Inorganic coagulants, such as aluminum-based salts, are used, but these coagulants promote environmental problems and provide for human health. Thus, the use of natural coagulants has been studied as a good alternative for the treatment of water and effluents, due to its high availability, low cost and non-toxicity. The present work aimed to study an association of magnetic nanoparticles and graphene for the functionalization of Moringa oleifera (MO) seeds for wastewater treatment. The effluent was obtained by a company in Maringá, Paraná, Brazil. For this, the coagulation/flocculation and sedimentation tests (CFS) were performed in a Jar Test with and without the interference of an external magnetic field. The efficiency of the process was provided through the analysis of physical-chemical parameters for comparison. The use of MO as a coagulant associated with nanoparticles and graphene expresses efficient removal of the effluent quality parameters, being 91,50% in relation to apparent color and 94,66% for turbidity. Such values were achieved using the best sample in a 30 min magnetic sedimentation time, proving that the CFS process can be optimized and that the sedimentation time can be reduced from 90 min to 30 min. Thus, it was found that the magnetic coagulant is a viable method with a low environmental impact for the treatment of effluents.pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUNIVERSIDADE CESUMARpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectCoagulaçãopt_BR
dc.subjectFloculaçãopt_BR
dc.subjectSedimentaçãopt_BR
dc.titleCoagulante magnético de Moringa oleifera e Grafeno para o tratamento de efluentespt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.contributor.advisor1YAMAGUCHI, Natália Ueda-
dc.contributor.referee1YAMAGUCHI, Natália Ueda-
dc.contributor.referee2CALDERARO, Fernando Pereira-
dc.contributor.referee3SILVA, Judson Ricardo Ribeiro da-
dc.description.resumoAtualmente, existe a preocupação ambiental com relação à dificuldade de tratar os efluentes de forma eficiente e econômica para o lançamento em corpos hídricos. A remoção de turbidez e cor é comumente alcançada pelo processo de coagulação e floculação. Geralmente, utiliza-se coagulantes inorgânicos, tais como sais à base de alumínio, mas estes coagulantes promovem problemas ambientais e têm implicações para saúde humana. Assim, o uso de coagulantes naturais tem sido estudado como uma boa alternativa para o tratamento de água e efluentes, devido à sua alta disponibilidade, baixo custo e não-toxicidade. O presente trabalho objetivou estudar a associação de nanopartículas magnéticas e grafeno para funcionalização das sementes de Moringa Oleifera (MO) no tratamento de efluentes. O efluente foi obtido de uma empresa em Maringá, Paraná, Brasil. Ensaios de coagulação/floculação e sedimentação (CFS) foram realizados em Jar Test com e sem a interferência de um campo magnético externo. A eficiência do processo foi determinada por análises de parâmetros físico-químicos para comparação. A utilização de MO como coagulante associada as nanopartículas e ao grafeno apresentou elevada eficiência para remoções dos parâmetros de qualidade do efluente, obtendo 91,50% em relação a cor aparente e 94,66% para a turbidez. Tais valores foram alcançados em 30 min de sedimentação magnética, comprovando que o processo de CFS pode ser otimizado e que o tempo de sedimentação pode ser reduzido de 90 min para 30 min. Desta forma, verificou-se que o coagulante magnético é um método viável e com baixo impacto ambiental para o tratamento de efluentes.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.initialsUNICESUMARpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::ENGENHARIAS::ENGENHARIA MECANICApt_BR
Aparece nas coleções:ENGENHARIA QUÍMICA

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
SILVA, Isabella Zanette da.pdfArtigo apresentado ao Curso de Graduação em Engenharia Química da UNICESUMAR – Universidade Cesumar como requisito parcial para a obtenção do título de Bacharel(a) em Engenharia Química, sob a orientação da Prof. Dra. Natália Ueda Yamaguchi.385.99 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.