01 - CAMPUS MARINGÁ 1. TCC FARMÁCIA
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/7523
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorARAUJO, Diego Cristiano Soares de-
dc.date.accessioned2021-02-15T20:37:54Z-
dc.date.available2021-02-15-
dc.date.available2021-02-15T20:37:54Z-
dc.date.issued2021-02-15-
dc.identifier.citationARAUJO, Diego Cristiano Soares de. Efeito farmacológico de plantas do gênero Kalanchoe SPP.: revisão literária. 21f. 2020. Unicesumar - Universidade Cesumar: Maringá 2020.pt_BR
dc.identifier.otherPresencialpt_BR
dc.identifier.urihttp://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/7523-
dc.description.abstractMedicinal plants are used as herbal medicines both in popular medicine and in Brazilian clinic. Many drugs on the market today had their active ingredients provided with medicinal plants, which have been identified by studies that have proved their effectiveness against different diseases. Within the biodiversity of plants existing in nature, we have a genus that stands out, being called Kalanchoe. The plant species belonging to the Kalanchoe genus are native to southern Africa and other parts of the world (for example, Australia, Western Europe and the USA). The reasons for the success of the invasion of the species are discussed based on its multiple reproduction mechanisms and its pharmacological activity. The study of plants of the kalanchoe genus, demonstrates that in their pharmacological characteristics that are contained in them, they can be used in the treatment of the most diverse diseases, such as: gastrointestinal, injuries, anesthetic, anticoagulant and antitumor. In this way the objective of this review is to demonstrate the advances in scientific research on the pharmacotherapeutic potential of plants of the genus Kalanchoe. The methodology of integrative literature review will be used, allowing a scientific study in a systematic and wide way, enabling the integration of the knowledge produced among the most diverse researchers in order to verify how science is progressing. The research will be carried out using the Virtual Health Library (VHL), Medical Literature Analysis and Retrieval System Online (MEDLINE), Scientific Electronic Library Online (SCIELO) and Science Direct as sources of recent information from national and international publications. Finally, we hope to provide greater knowledge about plants of the Kalanchoe genus and the benefits it can bring us and help to encourage new clinical and scientific research that proves its varied therapeutic potential and other phytotherapeutic actions.pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUNIVERSIDADE CESUMARpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectplantas medicinaispt_BR
dc.subjectatividade biológicapt_BR
dc.subjectfitoterapiapt_BR
dc.titleEfeito farmacológico de plantas do gênero Kalanchoe SPP.: revisão literáriapt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.contributor.advisor1COGO, Juliana-
dc.contributor.referee1COGO, Juliana-
dc.contributor.referee2JUNIOR, Sidney Edson Mella-
dc.contributor.referee3SOARES, Ligia Mendes-
dc.description.resumoAs plantas medicinais são utilizadas como fitoterápicos tanto na medicina popular como na clínica brasileira. Muitos medicamentos no mercado hoje tiveram seus princípios ativos providos de plantas medicinais, os quais foram identificados por estudos que comprovaram sua eficácia contra as diferentes doenças. Dentro da biodiversidade de plantas existentes na natureza, temos um gênero que se destaca, sendo ele chamado de Kalanchoe. As espécies de plantas pertencentes ao gênero Kalanchoe são naturais do sul da África e de outras partes do mundo (por exemplo, Austrália, Europa Ocidental e EUA). São discutidas as razões para o sucesso da invasão da espécie com base em seus multiplos mecanismos de reprodução e sua atividade farmacológica. O estudo das plantas do gênero kalanchoe demonstra que nas suas características farmacológicas podem ser empregadas no tratamento das mais diversas doenças, como doenças gastrointestinais e ferimentos. Uma vez que pode ser utilizado como anestésico, anticoagulante e antitumoral. Desta forma, o objetivo desta revisão é demonstrar os avanços nas pesquisas cientificas sobre o potencial farmacoterapêutico de plantas do gênero Kalanchoe. Para isso, foi empregada a metodologia de revisão integrativa de literatura, permitindo um estudo científico de forma sistemática e ampla, utilizando como bases a Biblioteca Virtual em Saúde (BVS), Medical Literature Analysis and Retrieval System Online (MEDLINE), Scientific Electronic Library Online (SCIELO) e Science Direct como fontes de informações recentes de publicações nacionais e internacionais. Por meio desta pesquisa, verificamos que as plantas deste gênero possuem, em sua composição, flavonoides esteróis, cumarinas, terpenoides e bufadienolideos. Os extratos e derivados de plantas do gênero Kalanchoe apresentam uma ampla gama de ações biológicas, incluindo cardiotônico, anticâncer, antiviral e outras propriedades. Já os flavonoides, terpenos e esteróis foram descritos por aprestar ação antioxidante, anti-inflamatória. No entanto, conclui-se que mais estudos devem ser realizados a fim de determinar a composição, atividade biológica e segurança.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.initialsUNICESUMARpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::FARMACIApt_BR
Aparece nas coleções:FARMÁCIA

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TCC.pdf1.39 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.