01 - CAMPUS MARINGÁ 1. TCC ENFERMAGEM
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/7386
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorDAMACENO, Letícia Tavares-
dc.creatorANABUKI, Paula Hiromi Omoto-
dc.date.accessioned2021-02-12T12:45:47Z-
dc.date.available2021-02-12-
dc.date.available2021-02-12T12:45:47Z-
dc.date.issued2021-02-12-
dc.identifier.citationDAMACENO, Letícia Tavares; ANABUKI, Paula Hiromi Omoto. Percepção de gestantes encarceradas frente a assistência oferecida em uma penitenciária paranaense. 24f. 2020. Unicesumar - Universidade Cesumar: Maringá, 2020.pt_BR
dc.identifier.otherPresencialpt_BR
dc.identifier.urihttp://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/7386-
dc.description.abstractA disease caused by a new type of coronavirus (SARS-Cov-2) was classified as a pandemic by the World Health Organization (WHO). People who is deprived of freedom have the risk of the infection increased because of the confinement in agglomerated locations for a long period. A multidisciplinary health team act directly with the incarcerated pregnant women and it is a important piece for information about health promotion and prevention in order to prevent harms during 5 gestational age. Objective: Comprehend incarcerated pregnant woman perception about the assistance offered in a Southern Paraná penitentiary during COVID-19 pandemic. Methodology: Cross-sectional, descriptive study with a qualitative approach. Data collection was carried out during COVID-19 pandemic, by audio calls, recorded and full transcribed then analyzed by Bardin. The inclusion criteria were women in gestational process, over 18 years old, able to answer the questions. Results: Developed with 11 women in gestational process inserted in a Paraná penitentiary. As a result three categories came up from the pregnant women perspective about care quality and the environment vulnerability. Conclusion: The research contributed to expanding scientific and social knowledge on a still scarce topic. Considering the facts reported the assistance care between incarcerated pregnant women perceptions are insufficient due the lack of specialized care with a multidisciplinary team, which was intensified during the COVID-19 pandemic.pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUNIVERSIDADE CESUMARpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectCuidado pré-natalpt_BR
dc.subjectPopulação privada de liberdadept_BR
dc.subjectGestantespt_BR
dc.titlePercepção de gestantes encarceradas frente a assistência oferecida em uma penitenciária paranaensept_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.contributor.advisor1CHARLO, Patrícia Bossolani-
dc.contributor.referee1SANTOS, Aliny de Lima-
dc.contributor.referee2CHARLO, Patrícia Bossolani-
dc.description.resumo: O novo coronavírus (SARS-Cov-2) foi declarado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como uma pandemia. A população privada de liberdade tem um risco aumentado de infecção devido ao confinamento em locais aglomerados por um período prolongado. A equipe multidisciplinar de saúde atua diretamente com as gestantes encarceradas e é fundamental para a divulgação de informações de promoção e prevenção da saúde, a fim de precaver agravos durante o processo gestacional. Objetivo: Compreender a percepção de mulheres privadas de liberdade, frente à assistência oferecida em uma penitenciária do sul do Paraná durante a pandemia da COVID-19. Método: Estudo transversal, descritivo, com abordagem qualitativa. A coleta de dados foi efetuada em tempos de pandemia da COVID-19, via audiochamadas gravadas e transcritas na íntegra, posteriormente analisadas por meio de Bardin. Resultados: Desenvolvido com 11 mulheres em processo gestacional de uma penitenciária paranaense. Como resultados, surgiram três categorias que retratam a qualidade da assistência e a vulnerabilidade do ambiente, na perspectiva das gestantes. Conclusão: A pesquisa contribuiu para ampliar o conhecimento científico e social sobre uma temática ainda escassa. Considerando os fatores relatados, o atendimento demonstra-se insuficiente na percepção das gestantes, devido à falta de atendimento especializado com equipe multiprofissional, intensificada na pandemia da COVID-19.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.initialsUNICESUMARpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ENFERMAGEMpt_BR
Aparece nas coleções:ENFERMAGEM

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DAMACENO, LETÍCIA TAVARES.pdfArtigo apresentado ao curso de graduação em Enfermagem da Universidade Cesumar – UNICESUMAR como requisito parcial para a obtenção do título de bacharel(a) em Enfermagem, sob a orientação da Prof. Ms. Patrícia Bossolani Charlo.405.58 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.