01 - CAMPUS MARINGÁ 1. TCC BIOMEDICINA
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/7333
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorVINHA, Bruna Leticia dos Santos-
dc.creatorMENEZES, Lorena Aragão-
dc.date.accessioned2021-02-11T14:42:19Z-
dc.date.available2021-02-11-
dc.date.available2021-02-11T14:42:19Z-
dc.date.issued2021-02-11-
dc.identifier.citationVINHA, Bruna Letícia; MENEZES, Lorena Aragão. Disseminação de bactérias multirresistentes em jalecos no ambiente hospitalar: revisão bibliográfica. 20f. 2020. Unicesumar - Universidade Cesumar: Maringá, 2020.pt_BR
dc.identifier.otherPresencialpt_BR
dc.identifier.urihttp://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/7333-
dc.description.abstractThe use of Personal Protective Equipment (PPE) is a requirement of Brazilian labor legislation and should be used by all health professionals who provide direct assistance to the patient. Of the PPEs, the most used by health professionals is the white coat, which unfortunately ends up being a reservoir of microorganisms. The study proved to be important to evidence the fact that the coat is a means of transportation of many microorganisms in the hospital area, mainly of multi-resistant bacteria. The objective of this work was to analyze the contamination of white coats by health professionals and the occurrence of contamination by multi-resistant bacteria through a review of integrative literature. As inclusion criteria we had the selection of articles published in the last ten years until now available in online databases such as Google Scholar and similar. We found 280 articles pertinent to the subject using the key words described, however 270 were excluded because they do not fit the inclusion criteria, being included 10 articles in the results. Through the analysis of the selected studies, it can be concluded that there is a high incidence of contamination of the jackets of professionals who work in hospital environment. The genus of bacteria with greater predominance in the studies was the Staphylococcus. It was found that professionals do not follow the recommendations of Biosafety regarding the places and time of use of the white coat, in addition to washing and transport in order to reduce cross contamination.pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUNIVERSIDADE CESUMARpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectInfecção hospitalarpt_BR
dc.subjectAntibióticospt_BR
dc.subjectVestuários e Profissionais da saúdept_BR
dc.titleDisseminação de bactérias multirresistentes em jalecos no ambiente hospitalar: revisão bibliográficapt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.contributor.advisor1BENEVENTO, Carlos Eduardo-
dc.contributor.referee1BENEVENTO, Carlos Eduardo-
dc.contributor.referee2COGO, Juliana-
dc.contributor.referee3REIS, Marcela Funaki dos-
dc.description.resumoO uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) é uma exigência da legislação trabalhista brasileira, devendo ser utilizado por todos os profissionais de saúde que prestam assistência direta ao paciente. Dos EPIs, o mais utilizado pelos profissionais da saúde é o jaleco, que, infelizmente, torna-se um reservatório de microrganismos. O estudo mostrou-se importante para evidenciar o fato de o jaleco ser meio de transporte de muitos microrganismos na área hospitalar, principalmente de bactérias multirresistentes. O objetivo deste trabalho foi o de analisar a contaminação de jalecos por profissionais da saúde e a ocorrência de contaminação por bactérias multirresistentes por meio de uma revisão de literatura integrativa. Como critério de inclusão, teve-se a seleção de artigos publicados nos últimos dez anos até o presente momento disponíveis em base de dados online tais como Google Scholar e semelhantes. Foram encontrados 280 artigos pertinentes ao tema, usando as palavras chaves descritas, porém 270 foram excluídos por não se encaixarem nos critérios de inclusão, sendo incluídos 10 artigos nos resultados. Com a análise dos estudos selecionados, pôde-se concluir que há uma grande incidência de contaminação dos jalecos dos profissionais que atuam em ambiente hospitalar. O gênero de bactérias com maior predominância nos estudos foi o Staphylococcus. Foi constatado que profissionais não seguem as recomendações de biossegurança que dizem a respeito dos locais e do tempo de uso do jaleco, além da lavagem e do transporte de forma a reduzir contaminações cruzadas.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.initialsUNICESUMARpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::OUTROS::BIOMEDICINApt_BR
Aparece nas coleções:BIOMEDICINA

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
VINHA, BRUNA LETICIA DOS SANTOS.pdfArtigo apresentado ao curso de graduação em Biomedicina da Universidade Cesumar – UNICESUMAR como requisito parcial para a obtenção do título de bacharel (a) em Biomedicina, sob a orientação do Prof. M.e Carlos Eduardo Benevento.414.41 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.