EVENTOS EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica VII EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica (25 à 28 de Outubro de 2011)
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/6351
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorALMEIDA, Marlon Vinicius Gonçalves-
dc.creatorGASPAROTTO, Francielli-
dc.creatorRODRIGUES, Larissa C.-
dc.date.accessioned2020-12-10T12:27:13Z-
dc.date.available2011-10-25-
dc.date.available2020-12-10T12:27:13Z-
dc.date.issued2011-10-25-
dc.identifier.issn978-85-8084-055-1pt_BR
dc.identifier.urihttp://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/6351-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUNIVERSIDADE CESUMARpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectPatologia de sementespt_BR
dc.subjectPeltophorum dubiumpt_BR
dc.subjectPterogyne nitenspt_BR
dc.titlePATÓGENOS ASSOCIADOS À SEMENTES DE ESPÉCIES FLORESTAISpt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.description.resumoEspécies florestais nativas apresentam grande importância na recuperação de áreas degradadas e também são importantes econômicamente, porém estudos sobre sanidade de tais sementes são quase inexistentes. Assim, objetivou-se com este trabalho analisar a qualidade sanitária de sementes das espécies florestais nativas amendoim-bravo (Pterogyne nitens) e canafístula (Peltophorum dubium), utilizando-se o método de detecção em papel de filtro. As sementes foram obtidas junto ao Instituto Agronômico do Paraná, utilizou-se uma amostra de 200 sementes, colocando-se 10 sementes por gerbox, sobre três camadas de papel de filtro previamente umedecido com água destilada. Após a distribuição nas placas, as sementes foram incubadas à temperatura de 20±2ºC, por período de sete dias, com regime alternado de 12 horas de luz fluorescente branca e 12 horas de escuro. As avaliações foram realizadas após sete dias de incubação, examinando-se individualmente as sementes através de observações da morfologia do fungo ao microscópio estereoscópico comparando-se com a literatura disponível. Detectaram-se os seguintes fungos asssociados as sementes da éspecie amendoim bravo: Penicillium sp., Aspergillus sp. e Phomopsis sp. Já associado as sementes da espécie canafístula foram detectados: Aspergillus sp.; Cladosporium sp.; Stemphylium sp. e Curvularia sp. Os gêneros Penicillium e Aspergillus causam danos às sementes durante seu armazenamento, reduzindo o tempo de conservação das mesmas. Já os demais gêneros são importantes patógenos de espécies florestais, podendo ocasionar epidemias no campo caso não seja empregado nenhum método de controle para estes.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.initialsUNICESUMARpt_BR
Aparece nas coleções:VII EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica (25 à 28 de Outubro de 2011)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
marlon_vinicius_goncalves_almeida2.pdf99.78 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.