EVENTOS EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica VII EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica (25 à 28 de Outubro de 2011)
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/6313
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorVIDOTTO, Francielle Lina-
dc.creatorMENDES, Rubia Carla-
dc.creatorVILELA, Vera Lúcia Delmônico-
dc.creatorSILVA, Camila Vieira da-
dc.creatorSCHNEIDER, Larissa Carla Lauer-
dc.date.accessioned2020-12-09T18:23:49Z-
dc.date.available2011-09-25-
dc.date.available2020-12-09T18:23:49Z-
dc.date.issued2011-10-25-
dc.identifier.issn978-85-8084-055-1pt_BR
dc.identifier.urihttp://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/6313-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUNIVERSIDADE CESUMARpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectControle de pragaspt_BR
dc.subjectCultura do milhopt_BR
dc.subjectInseticidapt_BR
dc.titleAVALIAÇÃO DO MILHO BT FRENTE AOS DANOS DE Spodoptera frugiperda E PRAGAS SECUNDÁRIAS EM CULTIVO COMERCIAL NO MUNICÍPIO DE ARAPONGAS, PRpt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.description.resumoA produção de milho no Brasil possui uma grande importância econômica para o país, e ainda chega a ocupar certa de 12,9 milhões de hectares do território. Devido o Brasil possuir esta vasta área de cultivo de milho, alguns aspectos como a ocorrência de doenças, plantas daninhas e insetos pragas, podem afetar significativamente o potencial de produção da planta. A lagarta Spodoptera frugiperda se destaca entre esses fatores, sendo a maior causadora de prejuízos nas culturas. Devido a isto, o uso de inseticidas eram os únicos controladores da praga, sendo utilizados indiscriminadamente. Com o advento da tecnologia surgiram técnicas de controles mais eficazes como o milho Bt. Com isso o presente trabalho objetivou avaliar e identificar a existência de Spodoptera frugiperda e pragas secundárias em área de plantação de milho Bt, por meio de armadilhas do tipo pitfall. Dentre os insetos coletados, poucos foram considerados pragas secundárias, sendo a presença da S. frugiperda identificada através de danos presentes nas folhas. Sendo assim concluímos que devido ao baixo número de pragas encontradas, o milho não apresentou danos significativos que pudessem prejudicar seu desenvolvimento.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.initialsUNICESUMARpt_BR
Aparece nas coleções:VII EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica (25 à 28 de Outubro de 2011)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
francielle_lina_vidotto.pdf131.83 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.