EVENTOS EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica VI EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica (27 a 30 de Outubro de 2009)
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/6129
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorROCHA, Paula Caroline Buges da-
dc.creatorFERRET, Jhainieiry Cordeiro Famelli-
dc.date.accessioned2020-10-01T17:30:22Z-
dc.date.available2020-10-01T17:30:22Z-
dc.date.issued2009-10-27-
dc.identifier.issn9788561091057pt_BR
dc.identifier.urihttp://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/6129-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUNIVERSIDADE CESUMARpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectCondições de vidapt_BR
dc.subjectIdentidade profissionalpt_BR
dc.subjectTrabalhador rural volantept_BR
dc.subjectVila ruralpt_BR
dc.titleIDENTIDADE, TRABALHO E AMBIENTE DIFERENCIADO: ESTUDO DA IDENTIDADE PROFISSIONAL DOS MORADORES DE UMA VILA RURALpt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.description.resumoEm meados da década de 1990, o Governo do Estado do Paraná implantou o Projeto Vilas Rurais, um programa de enfrentamento à pobreza destinado ao assentamento de famílias de trabalhadores rurais que estivessem vivendo em situação de miséria e exclusão social, o que evidencia uma forte associação entre as características do trabalho realizado e a situação de fracasso profissional e social vivenciada por essas pessoas. Considerando, porém, que é o ambiente (físico, social, econômico e cultural) o principal responsável por situar os indivíduos em um determinado lugar na sociedade, este estudo buscou investigar como se deu o processo de construção da identidade profissional dos moradores de uma Vila Rural, a fim de verificar de que forma as condições de vida desses indivíduos exerceram influências na escolha, construção e manutenção de tal identidade. Participaram da pesquisa 10 pessoas, de ambos os sexos, com idades entre 45 e 55 anos, que se identificaram como trabalhadores rurais e moravam na Vila a mais de dois anos. Cada um deles foi submetido a uma entrevista semi-estruturada na qual se buscou investigar aspectos importantes de seu desenvolvimento, enfatizando, sobretudo a dinâmica familiar durante a infância, a trajetória escolar e a inserção no mundo do trabalho. Os dados obtidos vieram confirmar que a vida profissional dos participantes seguiu um mesmo padrão de desenvolvimento que as profissões de um modo geral, tendo sido influenciada, principalmente, por fatores como características da família, sexo, aspectos educacionais e traços de personalidade.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.initialsUNICESUMARpt_BR
dc.subject.cnpq.pt_BR
Aparece nas coleções:VI EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica (27 a 30 de Outubro de 2009)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Paula_Caroline_Buges_Rocha.pdfTrabalho apresentado no VI Encontro Internacional de Produção Cientifica (27 a 30 de outubro de 2009)82.01 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.