EVENTOS EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica VII EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica (25 à 28 de Outubro de 2011)
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/5186
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorSABATINI, liane Mara-
dc.creatorBARROS, Rafael Cardia Sardim-
dc.creatorRAMOS, Edivan Rodrigo de Paula-
dc.date.accessioned2020-03-02T12:08:02Z-
dc.date.available2020-03-02T12:08:02Z-
dc.date.issued2011-10-25-
dc.identifier.isbn978-85-8084-055-1-
dc.identifier.urihttp://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/5186-
dc.description.abstractEste trabalho determinou os níveis séricos de colesterol- HDL e de proteína C reativa de alta sensibilidade (PCR-AS) em 172 funcionários de empresas privadas visando verificar se diminuições do colesterol- HDL são acompanhadas de elevações do PCR AS. Após jejum de 10-14 horas, amostras de sangue venoso foram colhidas e processadas para obtenção de soro usado para dosagem de PCR AS e colesterol- HDL por meio de metodologia imunoturbidimétrica e enzimático- colorimétrica, respectivamente. Os funcionários preencheram um questionário para levantamento dos dados sócio- demográficos, terapêuticos, patológicos e relacionados ao estilo de vida, que foram analisados pelo teste One-Way ANOVA (e não-paramétrico), seguido de Bonferroni pelo teste Exato de Fisher ou pelo teste do qui-quadrado (p<0,05). A análise da frequência de distribuição dos trabalhadores nas diferentes faixas de colesterol-HDL permitiu observar uma frequência de distribuição significativamente maior de trabalhadores com idade superior a 51 anos (p=0,0372*) e com Índice de Massa Corporal (IMC) entre 30 e 34,9 (p=0,0498*) na faixa de colesterol-HDL considerada baixa. Em relação às faixas de PCR AS, verificou-se uma prevalência significativamente maior de funcionários obesos (p=0,0002*) e usuários de medicamentos(p=0,0416*) com valores elevados de PCR AS. Os resultados deste projeto mostram que os níveis de PCR AS são maiores quanto menores os valores de colesterol-HDL. Isto não só reforça a importância do colesterol-HDL como lipoproteína antiaterogênica, como também a possibilidade de se utilizar o exame de PCR AS em pacientes com baixos níveis de HDL independentemente de outras alterações no perfil lipídicopt_BR
dc.languagepor-
dc.publisherUNIVERSIDADE CESUMARpt_BR
dc.rightsAcesso Aberto-
dc.subjectAterosclerosept_BR
dc.subjectInflamaçãopt_BR
dc.subjectDislipidemiaspt_BR
dc.titleRELAÇÃO ENTRE OS NÍVEIS SÉRICOS DE PCR AS E COLESTEROL-HDL EM TRABALHADORES DE EMPRESAS PRIVADASpt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.publisher.countryBrasil-
dc.publisher.initialsUNICESUMAR-
Aparece nas coleções:VII EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica (25 à 28 de Outubro de 2011)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
juliane_mara_sabatini.pdfTrabalho apresentado na modalidade comunicação oral no VII EPCC Encontro Internacional de Produção Científica (25 a 28 de outubro de 2011)134.61 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.