EVENTOS EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica VII EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica (25 à 28 de Outubro de 2011)
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/4768
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorOLIVEIRA, João Cezar Varotto de-
dc.creatorCIAN, Débora Mariano-
dc.creatorBETTINI, Carlos Maia-
dc.creatorLAZARETTI, Rhubia Maria Jorge-
dc.date.accessioned2020-02-03T12:42:25Z-
dc.date.available2020-02-03T12:42:25Z-
dc.date.issued2011-10-25-
dc.identifier.isbn978-85-8084-055-1-
dc.identifier.urihttp://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/4768-
dc.description.abstractA gastroenterite canina é um quadro clínico caracterizado por vômito e diarreia, sendo esta na sua maioria sanguinolenta, além disso muitos cães podem exibir depressão e anorexia. Esse quadro possui, entre outras, várias etiologias: virais, parasitárias, bacterianas, intoxicações em geral e alimentares. Sendo que os quadros infecciosos são considerados os mais importantes por serem de relativa mortalidade e pelo risco de contaminação de outros animais inclusive o homem. A presente proposta deste projeto de pesquisa será verificar a prevalência de agentes etiológicos que causam gastroenterite em 40 cães provenientes de diferentes bairros do município de Maringá, atendidos no Hospital Veterinário Prontodog e no Hospital Veterinário do CESUMAR durante o período de 2011 e 2012. Os animais serão submetidos a exames clínicos meticulosos, e seus dados serão transferidos para uma ficha da qual constam informações pertinentes à identificação, como número do registro na clínica, proprietário, nome do cão, raça, idade, sexo, procedência e bairro de origem, bem como os dados clínicos do paciente, a queixa principal, sinais e sintomas, suspeita clínica e resultados de exames complementares realizados.através de testes sorológicos e de testes coprológicos. Para o diagnóstico será coletado 2 ml de sangue para a realização de ELISA que irá indicar a presença de um antígeno viral ou anticorpo contra o vírus no sangue, e de no mínimo 2 mg de material fecal para cada método de exame coprológico (Inspeção macroscópica, técnica de flutuação fecal convencional e de flutuação- centrifugação das fezes em açúcar pela técnica de Sheather; e exame pela técnica de concentração de Baermann). Durante o período do levantamento, todos os cachorros apresentando o quadro de gastroenterite devido a agentes etiológicos serão acompanhados clinicamente pelos acadêmicos, recebendo quando necessária terapia de suporte, tratamento para a infecção e internamento, para conter as infecções secundárias e oportunistas, bem como a desidratação, anemia e a desnutrição. Os dados quantitativos serão submetidos à análise de variância e pós teste de Tukey. Espera-se identificar a prevalência de agentes etiológicos que causam gastroenterite na população canina no município de Maringá, bem como descrever o perfil dos cães portadores dessas infecções intestinais, favorecendo o diagnóstico o tratamento e instituir medidas profiláticas que minimizem a disseminação dessas doenças.pt_BR
dc.languagepor-
dc.publisherUNIVERSIDADE CESUMARpt_BR
dc.rightsAcesso Aberto-
dc.subjectCãespt_BR
dc.subjectDiarréiapt_BR
dc.subjectGastroenteritept_BR
dc.subjectMaringápt_BR
dc.subjectVômitopt_BR
dc.titleAGENTES ETIOLÓGICOS QUE CAUSAM GASTROENTERITE EM CÃES COM MAIS DE UM ANO DE IDADE NO MUNICÍPIO DE MARINGÁpt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.publisher.countryBrasil-
dc.publisher.initialsUNICESUMAR-
Aparece nas coleções:VII EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica (25 à 28 de Outubro de 2011)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
joao_cezar_varotto_de_oliveira.pdfTrabalho apresentado na modalidade grupo de discussão no VII EPCC Encontro Internacional de Produção Científica (25 a 28 de outubro de 2011)79.82 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.