EVENTOS EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica VIII EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica (22 à 25 de Outubro de 2013)
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/4490
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorCARVALHO, Lucas Mascotti de-
dc.creatorCOLOSIO, Renata Cappellazzo-
dc.creatorFERREIRA, Elenice Gomes-
dc.creatorGONÇALVES, Aline-
dc.creatorCARDOSO, Michelli de Souza-
dc.creatorCARRETERO, Adriana Machado-
dc.date.accessioned2020-01-22T11:59:08Z-
dc.date.available2020-01-22T11:59:08Z-
dc.date.issued2013-10-22-
dc.identifier.isbn978-85-8084-603-4-
dc.identifier.urihttp://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/4490-
dc.description.abstractA fisioterapia tem se mostrado eficaz no tratamento da asma, atuando nos níveis de prevenção e reabilitação da função pulmonar, objetivando assim, alcançar e manter o controle dos sintomasda doença. O presente estudo objetivou avaliar a eficácia de um programa fisioterapêutico supervisionado de reabilitação pulmonar, sobre a força muscular respiratória e capacidade funcional de indivíduos asmáticos. Foram selecionados 20 pacientes provenientes do Núcleo Integrado de Saúde Aclimação, de ambos os gêneros, faixa etária de 30 a 60 anos, com diagnóstico clínico de asma brônquica. Foram excluídos os pacientes com problemas respiratórios associados e outras doenças que pudessem interferir na realização de atividade física, indivíduos tabagistas e impossibilitados de comparecimento ao tratamento. Os pacientes foram divididos em dois grupos, Grupo Controle e Grupo Tratado, todos foram avaliados e reavaliados através da manovacuometria e teste de caminhada de 6 minutos. Todos os pacientes receberam palestras visando à educação em saúde, porém apenas o grupo tratado foi submetido a 24 sessões de um protocolo específico de treinamento físico aeróbico. Foi constatado um aumento das pressões respiratórias em 60% dos pacientes do Grupo Tratado, sendo que o grupo controle apresentou melhora apenas na pressão expiratória máxima 50%. No teste de caminhada de 6 minutos, verificou-se melhora no desempenho do Grupo Tratado, uma distância média de 24,37 metros percorridos a mais em relação à avaliação, melhora essa não verificada no Grupo Controle que apresentou uma redução de 16,23 metros.pt_BR
dc.languagepor-
dc.publisherUNIVERSIDADE CESUMARpt_BR
dc.rightsAcesso Aberto-
dc.subjectAsmapt_BR
dc.subjectPulmãopt_BR
dc.subjectReabilitaçãopt_BR
dc.titleREPERCUSSÃO DE UM PROGRAMA DE REABILITAÇÃO PULMONAR ALIADO À EDUCAÇÃO EM SAÚDE SOBRE A CAPACIDADE FUNCIONAL E A FORÇA MUSCULAR RESPIRATÓRIA DE INDIVÍDUOS ASMÁTICOSpt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.publisher.countryBrasil-
dc.publisher.initialsUNICESUMAR-
Aparece nas coleções:VIII EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica (22 à 25 de Outubro de 2013)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Lucas_Mascotti_de_Carvalho.pdfTrabalho apresentado na modalidade painel no VIII Encontro Internacional de Produção Científica (22 a 25 de outubro de 2013)482.07 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.