EVENTOS EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica XI EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica (29 à 30 de Outubro de 2019)
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/3394
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorLIMA, Carlos Henrique de-
dc.creatorFABENE, Marcio Renan-
dc.creatorBOLSONI, Ludmila Lopes Maciel-
dc.creatorCHARLO, Patrícia Bossolani-
dc.date.accessioned2019-12-09T18:40:38Z-
dc.date.available2019-12-09T18:40:38Z-
dc.date.issued2019-10-29-
dc.identifier.isbn978-85-459-1960-5-
dc.identifier.issn2594-4991-
dc.identifier.urihttp://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/3394-
dc.description.abstractO redirecionamento da atenção à saúde para a prevenção restabeleceu um sistema de saúde complexo para atender alta demanda em curto prazo.Aos trabalhadores da área de saúde, diante disso, são instituídas metas para aumentar a produtividade, conforme as novas exigências, e ainda certificar bom atendimento, o qual tem relação direta com a segurança do paciente. Neste cenário, a finalidade da pesquisa é responder: há influência entre a saúde mental dos profissionais de saúde e a segurança do paciente, no âmbito da Atenção Primária à Saúde? Para isso, foi criado em 2006 o Questionário de Atitude e Segurança (SAQ), este instrumento é amplamente utilizado para avaliar a cultura de segurança na assistência ao paciente, com boa simetria e validado ao português por Carvalho (2012). Esta foi a ferramenta escolhida para conduzir esse estudo.Sobre os determinantes psicossociais de saúde mental dos funcionários da UBS (Unidade Básica de Saúde), observou- se o predomínio de um clima de estresse. De acordo com a pesquisa realizada, 66,6% reconheceram que são menos eficientes caso estejam cansados. O mesmo percentil afirmou que quando a carga de trabalho se torna excessiva, o desempenho é prejudicado. À vista disso, 80% dos profissionais de saúde identificar a m maior probabilidade de cometer erros em situação tensas ou hostis.É evidente, portanto, que o clima de segurança e a saúde mental dos profissionais de saúde na Atenção primária estão interligados. Ainda que existam comportamentos favoráveis para assistência segura ao cuidado, falhas na comunicação foram evidenciadas como o principal motivo para a ocorrência de eventos adversos.pt_BR
dc.languagepor-
dc.publisherUNIVERSIDADE CESUMARpt_BR
dc.rightsAcesso Aberto-
dc.subjectSegurança do pacientept_BR
dc.subjectSaúde mentalpt_BR
dc.subjectAtenção básicapt_BR
dc.titleRELAÇÃO ENTRE A SAÚDE MENTAL DOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE E A SEGURANÇA DO PACIENTE NA ATENÇÃO BÁSICApt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.publisher.countryBrasil-
dc.publisher.initialsUNICESUMAR-
Aparece nas coleções:XI EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica (29 à 30 de Outubro de 2019)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CARLOS HENRIQUE DE LIMA.pdfTrabalho apresentado na modalidade comunicação oral no XI Encontro Internacional de Produção Científica (29 a 30 de outubro de 2019)371.03 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.