EVENTOS EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica IX EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica (03 à 06 de Novembro de 2015)
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/3215
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorRAMOS, Rubiana Neves-
dc.creatorDEUS, Gabriela Alves de-
dc.creatorYAMAGUCHI, Mirian Ueda-
dc.date.accessioned2019-11-28T11:24:23Z-
dc.date.available2019-11-28T11:24:23Z-
dc.date.issued2015-11-04-
dc.identifier.isbn978-85-8084-996-7
dc.identifier.urihttp://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/3215-
dc.description.abstractA formação de edema se dá em decorrência de retenção de líquido nos espaços intersticiais, o que gera alta pressão ao longo de todo o trajeto nos espaços intravasculares, e é uma importante causa de queda na qualidade de vida, pois gera desconforto, cansaço precoce e sensação de peso nos membros. Tais sintomas podem preceder a instalação de insuficiência venosa crônica (IVC) que é tida por uma anormalidade do sistema venoso, de origem multifatorial, e suas complicações causam morbidade significativa o que leva ao alto índice de absenteísmo laboral.Estudos anteriores já comprovaram a influência da posição ortostática na formação de edema ao final do dia, e contrapondo-se a esse efeito a posição de decúbito mostrou-se eficaz na redução da formação desse edema, dito laboral, o que pode prevenir a instalação de futura IVC. O objetivo desta pesquisa foi avaliar o formação de edema ao término da jornada laboral após repouso em posição de decúbito. Foram avaliados 58 membros inferiores, pertencentes a 29 indivíduos pertencentes a ambos os gêneros, com idade entre 30 e 64 anos (Média –51,1 anos). Os membros foram avaliados e identificados nas categorias C0 e C1 e também C2 da classificação CEAP (clínica, etiológica, anatômica e patofisiológica) para insuficiência venosa crônica dos membros inferiores. Cada participante foi submetido à pletismografia por deslocamento de água no início (08h00)e ao término de sua jornada de trabalho(18h00). Os participantes permaneceram em repouso durante uma hora na posição de decúbito no meio da jornada laboral(12h00 às 13h00). A média volumétrica dos membros no início do turno foi de 3196,72 ml e ao final do dia de 3163,44 ml. A média de redução dos volumes mostrou-se significativa quando comparada com um dia em que não foi adotada a postura de decúbito no meio do período.pt_BR
dc.languagepor-
dc.publisherUNIVERSIDADE CESUMARpt_BR
dc.rightsAcesso Aberto-
dc.titleINFLUÊNCIA DA POSIÇÃO DE DECÚBITO NA REDUÇÃO DA FORMAÇÃO DE EDEMA DE MEMBROS INFERIORESpt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.publisher.countryBrasil-
dc.publisher.initialsUNICESUMAR-
Aparece nas coleções:IX EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica (03 à 06 de Novembro de 2015)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
rubiana_neves_ramos_2.pdfTrabalho apresentado na modalidade painel no IX Encontro Internacional de Produção Científica (03 a 06 de novembro de 2015)278.21 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.