EVENTOS EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica IX EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica (03 à 06 de Novembro de 2015)
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/2793
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorVIEIRA, Paulo Vinicius Demeneck-
dc.creatorVORONIAK, Juliana Marques-
dc.creatorHARA, Ânderson Takashi-
dc.creatorSANTOS, Fernando André Silva-
dc.creatorFREITAS, Paulo Sérgio Lourenço de-
dc.creatorSILVA, André Luiz Biscaia Ribeiro da-
dc.date.accessioned2019-11-14T18:33:41Z-
dc.date.available2019-11-14T18:33:41Z-
dc.date.issued2015-11-04-
dc.identifier.isbn978-85-8084-996-7
dc.identifier.urihttp://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/2793-
dc.description.abstractCom o expressivo aumento dos custos de produção de milho segunda safra, e o risco de ventos e geadas no final do cultivo na região oeste paranaense, existe a necessidade de se buscar diferentes opções para os produtores agrícolas fazerem o plantio no final da safrinha. Com objetivo de avaliar diferentes híbridos de sorgo para plantios já no fim de fevereiro, o trabalho foi montado na cidade de Juranda-PR no ano agrícola de 2014, em um delineamento de blocos completos casualizados em esquema fatorial 8x3, sendo compostos por oito híbridos de sorgo (ADV 123, ADV 114, 1G100, 1G244, 1G282, 50A10, 50A40 e 50A50) e três datas de plantio (20/02, 02/03 e 12/03). Para verificar quais híbridos eram mais precoces. Foi avaliado o número de dias após o plantio (DAP) para o florescimento, e da primeira época de plantio, também foi avaliado a taxa de enchimento de grãos (TEG) com o decorrer do tempo, em que, em períodos intercalados de sete dias eram avaliados a massa de mil grãos. Os dados foram analisados utilizando o teste de Scott-Knot a um nível alfa de 5% de probabilidade para a variável DAP e utilizou-se regressão linear para a TEG. Houve interação significativa entre os híbridos e as datas de plantio. As regressões da TEG para a primeira época foram significativas. Os híbridos mais precoces nesse estudo foram o ADV 114 e o 1G100.pt_BR
dc.languagepor-
dc.publisherUNIVERSIDADE CESUMARpt_BR
dc.rightsAcesso Aberto-
dc.subjectParanápt_BR
dc.subjectPlantiopt_BR
dc.subjectSafrinhapt_BR
dc.subjectSorghum bicolor Lpt_BR
dc.subjectSorgopt_BR
dc.titleAVALIAÇÃO DA PRECOCIDADE DE HÍBRIDOS DE SORGO PARA A REGIÃO CENTRO-OESTE PARANAENSEpt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.publisher.countryBrasil-
dc.publisher.initialsUNICESUMAR-
Aparece nas coleções:IX EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica (03 à 06 de Novembro de 2015)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
juliana_marques_voroniak_1.pdfTrabalho apresentado na modalidade painel no IX Encontro Internacional de Produção Científica (03 a 06 de novembro de 2015)357.4 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.