EVENTOS EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica IX EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica (03 à 06 de Novembro de 2015)
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/2652
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorHARA, Anderson Takashi-
dc.creatorSANTOS, Aarão Fabrício dos-
dc.creatorBERNARDINO, Fernando Tadeu-
dc.creatorHASHIGUTI, Heraldo Takao-
dc.creatorGONÇALVES, Antonio Carlos Andrade-
dc.creatorFOLEGATTI, Marcos Vinicius-
dc.date.accessioned2019-11-08T18:17:34Z-
dc.date.available2019-11-08T18:17:34Z-
dc.date.issued2015-11-04-
dc.identifier.isbn978-85-8084-996-7
dc.identifier.urihttp://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/2652-
dc.description.abstractA estimativa da umidade do solo é de importância fundamental para o estabelecimento de estratégias de manejo de água em sistemas agrícolas. As crescentes restrições de oferta de água aliadas às necessidades de se incrementar produtividade e qualidade, nestes sistemas, tem tornado essencial a busca de se utilizar água com mais eficiência. A técnica de TDR é, atualmente, reconhecida como a mais eficaz para a estimativa da umidade do solo, mas demanda conhecimento de uma curva de calibração, adequada para todas as sondas empregadas. Uma sonda é necessária em cada ponto de amostragem, o que torna conveniente a construção local de sondas, visando redução de custos, o que tem sido amplamente empregado no Brasil. A qualidade destas sondas, no entanto, carece de melhor avaliação, de forma a assegurar a qualidade das medidas realizadas. A avaliação de variáveis do solo tem revelado que a variabilidade espacial de valores é uma constante, mas há uma tendência de que pontos que apresentam valores maiores, assim como aqueles que apresentam valores menores, tendem a ser persistentes no tempo, o que tem sido caracterizado como uma estabilidade temporal de leituras. Técnicas para avaliar esta estabilidade temporal foram desenvolvidas e se mostraram adequadas. Neste trabalho foi proposto o emprego das técnicas de avaliação de estabilidade temporal como um instrumento de avaliação da qualidade das sondas construídas. Os resultados revelaram excelente potencial desta técnica para a avaliação destes sensores, assim como evidenciaram a possibilidade de emprego desta metodologia na avaliação de diferentes sensores, empregados para diferentes variáveis.pt_BR
dc.languagepor-
dc.publisherUNIVERSIDADE CESUMARpt_BR
dc.rightsAcesso Aberto-
dc.subjectEstabilidade temporalpt_BR
dc.subjectQualidadept_BR
dc.subjectTDRpt_BR
dc.subjectUmidade do solopt_BR
dc.titleQUALIDADE DE SONDAS DE TDR, AVALIADA COM O EMPREGO DE METODOLOGIA DE ESTABILIDADE TEMPORAL, PARA ESTIMATIVA DA UMIDADE DO SOLOpt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.publisher.countryBrasil-
dc.publisher.initialsUNICESUMAR-
Aparece nas coleções:IX EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica (03 à 06 de Novembro de 2015)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
aarao_fabricio_dos_santos_3.pdfTrabalho apresentado na modalidade painel IX Encontro Internacional de Produção Científica (03 a 06 de novembro de 2015)322.15 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.