01 - CAMPUS MARINGÁ 1. TCC ODONTOLOGIA
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/7821
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorNUNES, Victória Neri Moreno-
dc.date.accessioned2021-02-18T13:51:52Z-
dc.date.available2021-02-18-
dc.date.available2021-02-18T13:51:52Z-
dc.date.issued2021-02-18-
dc.identifier.citationNUNES, Victória Neri Moreno. A importância da Humanização e da presença do cirurgião-dentista na unidade de terapia intensiva. 34f. 2020. Unicesumar – Universidade Cesumar, Maringá 2020.pt_BR
dc.identifier.otherPresencialpt_BR
dc.identifier.urihttp://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/7821-
dc.description.abstractThe presence of the dental surgeon (DS) in a multidisciplinary team in the routine of the Intensive Care Unit (ICU) is recent. The presence of this professional in the hospital environment is more strongly related to oral and maxillo facial surgery and traumatology, but currently, many dentistry specialties are unquestionably integrated with hospital dentistry. Every day more international and national studies have been showing the importance of Dentistry in this atmosphere, both in the ICU and outside. When the DS and the hospital staff act together, it is possible to prepare the patient for hospitalization, perform humanized practices that can significantly improve the length of hospital stay, reduce mortality, infections, morbidity, nosocomial pneumonia, in addition to acting in the prevention and treatment of several alterations that may be affected during the period of hospitalization and provide well-being to the patient. During this pandemic period of COVID-19, the presence of DS in the ICU becomes crucial, as patients with worse oral health conditions tend to develop ventilator-associated pneumonia (VAP). Based on the literature review carried out, it was highlighted that a difference in the health of all patients present in this highly complex sector is observed through simple practices such as oral hygiene (OH) and its guidance to the nursing team held through protocols. Although several studies address the importance of dental professionals in the routine of the ICU, it is not yet a reality in all hospitals. It is intended, therefore, to contribute to its valorization in the ICU and, thus, to contribute to the improvement of the health conditions of hospitalized people, reducing the length of hospitalization, additionally contributing to their well-being throughout the period that they are hospitalized.pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUNIVERSIDADE CESUMARpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectSaúde bucalpt_BR
dc.subjectUnidade de terapia intensivapt_BR
dc.subjectUnidade Hospitalar de Odontologiapt_BR
dc.subjectCirurgião dentistapt_BR
dc.titleA importância da humanização e da presença do cirurgião-dentista na unidade de terapia intensivapt_BR
dc.typeTrabalho de Conclusão de Cursopt_BR
dc.contributor.advisor1BOTELHO, Maria Paula Jacobucci-
dc.contributor.referee1BOTELHO, Maria Paula Jacobucci-
dc.description.resumoA presença do cirurgião dentista (CD) em uma equipe multidisciplinar na rotina da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) é recente. Sua presença em ambiente hospitalar está mais fortemente relacionada à cirurgia e traumatologia bucomaxilofacial, mas atualmente muitas especialidades da Odontologia se integram de maneira inquestionável à Odontologia hospitalar. A cada dia mais estudos internacionais e nacionais vêm mostrando a importância da Odontologia neste ambiente, tanto na UTI, quanto fora dela. Quando o CD atua em conjunto com a equipe do hospital, é possível realizar a preparação do paciente para o internamento, realizar práticas humanizadas que podem melhorar significativamente o tempo de internação, redução da mortalidade, infecções, morbidade, pneumonia nasocominal, além de atuar na prevenção e tratamento de diversas alterações que possam vir a ser acometidas durante o período de internação e proporcionar bem estar ao paciente. Neste período de pandemia da COVID-19, a presença do CD na UTI torna-se crucial, pois pacientes com piores condições de saúde bucal tendem a desenvolver pneumonia associada à ventilação (PAV). Com base na revisão de literatura realizada foi destacado que através de práticas simples como a higienização bucal (HB) e sua orientação à equipe de enfermagem, realizadas através de protocolos, é observada diferença na saúde de todos os pacientes presentes neste setor de grande complexidade. Apesar de vários estudos abordarem a importância de profissionais da Odontologia na rotina da UTI, esta ainda não é realidade em todos os hospitais. Pretende-se, portanto, contribuir para que haja sua valorização na UTI e, desta forma, contribuir para a melhoria das condições de saúde das pessoas internadas, diminuindo o tempo de internação, além de contribuir para o seu bem-estar durante o período que ficam internadas.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.initialsUNICESUMARpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ODONTOLOGIApt_BR
Aparece nas coleções:ODONTOLOGIA

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TCC.pdf395.07 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.