EVENTOS EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica V EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica ( 23 a 26 de Outubro de 2007)
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/7034
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorCRUBELATI, Daniele Audrey de Souza-
dc.date.accessioned2021-02-02T12:03:08Z-
dc.date.available2005-10-19-
dc.date.available2021-02-02T12:03:08Z-
dc.date.issued2005-10-19-
dc.identifier.urihttp://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/7034-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUNIVERSIDADE CESUMARpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectBebêpt_BR
dc.subjectAlto riscopt_BR
dc.subjectEstimulaçãopt_BR
dc.titleRESULTADOS OBTIDOS PELO AMBULATÓRIO DE SEGUIMENTO DO BEBÊ DE ALTO RISCOpt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.description.resumoA criança que vai para UTI, segundo a literatura, perde o vínculo afetivo com a mãe em torno do oitavo dia de internação. Crianças que não estão sendo acompanhadas por uma equipe multidisciplinar, apresentam demora para manter ou recuperar a curva pondero-estatural a ausência deste acompanhamento têm aumentado o número de internações destes recém nascidos (RNs) inclusive na UTI. Observa-se também que estas crianças apresentam uma demora na aquisição de linguagem e dificuldade na sociabilização. Foi pensando nessas questões que o ambulatório de segmento do RN surgiu, com o objetivo de diminuir seqüelas causadas pelos agravos que recém nascidos sofrem ao nascimento por meio de acompanhamento sistemático da equipe multidisciplinar e orientação e estimulação realizadas com as mães e os bebês. Neste ambulatório o RN era acompanhado por uma pediatra, uma fonoaudióloga e estagiárias do curso de fonoaudiologia do Cesumar. O RN foi monitorado quanto ao seu desenvolvimento pondero-estatural, neuropsicomotor e cognitivo, com ênfase às questões da linguagem e alimentação. Esses atendimentos ocorriam semanalmente na clínica escola de fonoaudiologia do Cesumar com duração de duas horas. O ambulatório atendeu 29 RNs de alto risco. Os resultados obtidos foram que 90% dos bebês atendidos ao ambulatório, não apresentaram reinternação na UTI, retomaram o vínculo com suas mães, observados pelas trocas afetivas entre as díades (mãe/bebê). Durante os atendimentos realizados os bebês que não apresentavam o desenvolvimento de linguagem esperado pela idade( balbucio e primeiras palavras) as mães eram orientadas a estimular seu bebê pelas fonaoudiólogas e pediatra, para que estes pudessem se desenvolver.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.initialsUNICESUMARpt_BR
Aparece nas coleções:V EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica ( 23 a 26 de Outubro de 2007)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
daniele_audrey_de_sousa_crubelati.pdf11.66 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.