EVENTOS EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica V EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica ( 23 a 26 de Outubro de 2007)
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/6456
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorTORRES, Ana Maria-
dc.creatorRITTER, Alessandra Mileni Versuti-
dc.creatorVOLPE, Adriana Teixeira Valente-
dc.creatorTOGNIM, Maria Cristina Bronharo-
dc.date.accessioned2021-01-19T20:10:22Z-
dc.date.available2007-10-23-
dc.date.available2021-01-19T20:10:22Z-
dc.date.issued2007-10-23-
dc.identifier.issn9788561091002pt_BR
dc.identifier.urihttp://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/6456-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUNIVERSIDADE CESUMARpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectComunidadespt_BR
dc.subjectContaminaçãopt_BR
dc.subjectStaphylococcus aureuspt_BR
dc.titleCONTAMINAÇÃO POR Staphylococcus aureus RESISTENTES A OXACILIA (ORSA) NOS EQUIPAMENTOS ATLÉTICOS DAS ACADEMIASpt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.description.resumoSthaphylococcus spp. são conhecidos por resistirem a dessecação e permanecerem longos períodos em ambientes de limpeza inadequada. No Brasil não há estudos que avaliaram a contaminação de equipamentos atléticos nas academias e presença de ORSA nos mesmos. O presente estudo objetivou avaliar a presença de ORSA e quantificar bactérias no local onde atletas mantêm contato com as mãos em equipamentos de academias de ginástica. Foram analisados os quatro equipamentos mais usados em duas coletas: no início da manhã e uma no final da tarde. As coletas foram realizadas utilizando-se swabs estéreis friccionados onde os atletas mantêm contato com as mãos nos aparelhos. Um dos swabs foi semeado em placas contendo ágar manitol salgado com e sem oxacilina; e o outro swab inserido em um tubo contendo salina estéril. Após a coleta, os materiais foram levados ao laboratório e 1ml da salina onde o swab estava mergulhado, após homogeneização, foi adicionado em placas estéreis, sobre as quais foram vertidos no meio de plate count Agar. Pelo método de pour-plate foi realizada a contagem de bactérias viáveis. As placas foram incubadas a 37ºC por 24-72 horas. Foi realizado a coloração de Gram e o teste de coagulase para verificar se as bactérias presentes eram S.aureus. Das 16 amostras suspeitas, 13 foram identificadas como Staphylococcus spp. e duas foram identificadas como S. aureus, isoladas dos meios contendo oxacilina, sendo, consideradas ORSA. No período da manhã, a média de colônias bacterianas obtida foi de 130 UFC/ swab amostrado, já no período da noite, média de 863 UFC/swabpt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.initialsUNICESUMARpt_BR
Aparece nas coleções:V EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica ( 23 a 26 de Outubro de 2007)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ana_maria_torres.pdf59.45 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.