EVENTOS EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica VI EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica (27 a 30 de Outubro de 2009)
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/6273
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorCAMERA, Cátia-
dc.creatorSTURZA, Vinícius Soares-
dc.creatorRIBEIRO, Leandro do Prado-
dc.creatorDEQUECH, Sônia Thereza Bastos-
dc.date.accessioned2020-10-06T18:47:23Z-
dc.date.available2020-10-06T18:47:23Z-
dc.date.issued2009-10-27-
dc.identifier.issn9788561091057pt_BR
dc.identifier.urihttp://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/6273-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUNIVERSIDADE CESUMARpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectLagarta-do-cartuchopt_BR
dc.subjectParasitismo naturalpt_BR
dc.subjectZea mayspt_BR
dc.titleESPÉCIES DE TRICOGRAMATÍDEOS EM POSTURAS DE Spodoptera frugiperda (LEP.: NOCTUIDAE) E FLUTUAÇÃO POPULACIONAL EM CULTIVO DE MILHOpt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.description.resumoO principal inseto-praga da cultura do milho no Brasil, Spodoptera frugiperda, carece de informações sobre o parasitismo natural no Estado do Rio Grande do Sul. Este trabalho objetivou avaliar as espécies e a flutuação populacional de parasitóides da família Trichogrammatidae no parasitismo natural de S. frugiperda. As coletas de posturas foram realizadas em cultivos de milho em Santa Maria (SM), safrinha em 2007 e em Santa Bárbara do Sul (SBS), safra e safrinha de 2007/2008. As posturas coletadas foram transportadas ao Laboratório de Entomologia da UFSM, onde os ovos foram observados quanto à eclosão de lagartas ou à emergência de parasitóides. Os resultados demonstraram que, dentre os parasitóides encontrados, 82,73% pertenciam à espécie Trichogramma pretiosum Riley (1879) e 17,27% à Trichogramma atopovirilia Oatman & Platner (1983). Os períodos de maior ocorrência dos mesmos em SM, SBS - safra e SBS - safrinha foram entre 18 e 26 dias após a emergência (DAE), 19 a 32 DAE e 19 a 29 DAE, respectivamente. Observou-se, ainda, um período adicional de ocorrência, em SBS – safrinha, entre 42 e 44 DAE. Essas informações são relevantes para a programação de levantamentos de parasitóides de ovos de S. frugiperda na cultura do milho. Ainda, devem ser consideradas quando da efetivação de programas de controle biológico aplicado da lagarta-do-cartucho do milho com a utilização de tricogramatídeos.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.initialsUNICESUMARpt_BR
Aparece nas coleções:VI EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica (27 a 30 de Outubro de 2009)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Vinicius_Soares_Sturza.pdfTrabalho apresentado no VI Encontro Internacional de Produção Cientifica (27 a 30 de outubro de 2009)353.77 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.