01 - CAMPUS MARINGÁ 1. TCC BIOMEDICINA
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/5330
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorDIAS, Arthur Moreira-
dc.creatorMORAES, Tamires Silva-
dc.date.accessioned2020-03-16T19:25:03Z-
dc.date.available2020-03-16T19:25:03Z-
dc.date.issued2019-12-07-
dc.identifier.citationDias, Arthur Moreira; Moraes, Tamires Silva. Associação do consumo de Bebidas Alcoólicas e os niveis Séricos de Proteína C Reativa entre Universitárias. 16f. 2019. Artigo apresentado ao curso de graduação em Biomedicina da UniCesumar – Centro Universitário de Maringá. 2019.pt_BR
dc.identifier.urihttp://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/5330-
dc.descriptionArtigo apresentado ao curso de graduação em Biomedicina da UniCesumar – Centro Universitário de Maringá – como requisito parcial para a obtenção do título de bacharel(a) em Biomedicina, sob a orientação da Profa. Dra. Juliana Cogo Capriolli e coorientação do Profo. Me. Rodrigo Vargas.pt_BR
dc.description.abstractO álcool é uma droga que tem seu consumo admitido e incentivado pela sociedade. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) seu consumo esteve relacionado a mais de 3 milhões de óbitos em 2016, o equivalente a 5,3% de todas as mortes no mundo. Estudos demonstram a potencial relação entre o consumo de álcool e a inflamação. A Proteína C Reativa (PCR) é uma proteína pró-inflamatória de fase aguda, considerada importante devido a sua elevada sensibilidade em quadros inflamatórios, de injúria e infecções. Devido ao exponencial aumento do consumo de bebidas alcoólicas e sua relação com a qualidade de vida, se faz necessário conhecer os efeitos do mesmo sob o sistema imunológico, para isso, foi aplicado um questionário específico e posteriormente dosado os níveis de PCR utilizando a técnica de aglutinação em látex, com leitura pelo método de turbidimetria. Os dados foram expressos como média ± erro padrão da média, utilizando-se o teste de análise de variância ANOVA one-way, seguido do pós-teste de Tukey (p<0,05). Observou-se que, entre as amostras obtidas, a média de idade foi de 24,4 ± 5,7 anos, com valores estatisticamente maiores na expressão da PCR no grupo 3, quando comparado com os grupos 1 e 2. Entre os grupos 1 e 2 não houve diferença estatística. Contudo o grupo 2 apresentou menores níveis da PCR quando comparado ao grupo 1, corroborando dados encontrados na literatura. Entretanto, mais estudos são necessários para análise de possíveis variáveis que poderiam influenciar nesses resultados.pt_BR
dc.languagepor-
dc.publisherUNIVERSIDADE CESUMARpt_BR
dc.rightsAcesso Aberto-
dc.subjectAlcoolismopt_BR
dc.subjectInflamaçãopt_BR
dc.subjectImunologiapt_BR
dc.titleAssociação do consumo de Bebidas Alcoólicas e os niveis Séricos de Proteína C Reativa entre Universitárias.pt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.contributor.advisor1CAPRIOLLI, Juliana Cogo-
dc.contributor.advisor-co1VARGAS, Rodrigo-
dc.publisher.countryBrasil-
dc.publisher.initialsUNICESUMAR-
Aparece nas coleções:BIOMEDICINA

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO.pdfDias, Arthur Moreira; Moraes, Tamires Silva.430.02 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.