01 - CAMPUS MARINGÁ 1. TCC FISIOTERAPIA
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/5293
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorCAMILO, Maria Luiza Amaro-
dc.creatorGARCIA, Raiane Caroline-
dc.date.accessioned2020-03-12T17:54:48Z-
dc.date.available2020-03-12T17:54:48Z-
dc.date.issued2019-11-10-
dc.identifier.citationCamilo, Maria Luiza Amaro; Garcia, Raiane Caroline. Efeitos de um programa de treinamento físico e fisioterápico na composição corporal e capacidade funcional de idosos com excesso de peso. 54f. 2019. Artigo apresentado ao curso de graduação em Fisioterapia da UniCesumar – Centro Universitário de Maringá, 2019.pt_BR
dc.identifier.urihttp://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/5293-
dc.descriptionArtigo apresentado ao curso de graduação em Fisioterapia da UniCesumar – Centro Universitário de Maringá como requisito parcial para a obtenção do título de bacharel (a) em Fisioterapia sob a orientação do Prof.º Dr.º Braulio Henrique Magnani Branco.pt_BR
dc.description.abstractDevido a crescente prevalência de excesso de peso, obesidade, hipertensão arterial sistêmica, risco de quedas e sedentarismo na terceira idade, intervenções físicas e fisioterapêuticas, são essencialmente relevantes nessa parcela da população. Neste sentido, o presente estudo teve como objetivo analisar os efeitos de um programa de treinamento físico e fisioterápico na composição corporal e capacidade funcional de idosos com excesso de peso. Trata-se de um estudo quase-experimental, longitudinal de medidas repetidas realizado durante 16 semanas de intervenção. Os participantes foram avaliados nos momentos: 1ª, 8ª e 16ª semana de intervenções. Para tanto, 11 idosos, de ambos os sexos, com idade ≥ 60 anos, residentes da região metropolitana de Maringá/PR participaram do estudo. Realizou-se avaliação antropométrica, de composição corporal (bioimpedância elétrica InBody 570®), aptidão física e capacidade funcional, sendo que os participantes foram mensurados via dinamômetro de preensão manual, flexão de cotovelo do membro superior dominante por 30 segundos, teste de sentar e levantar por 30 segundos, teste time up and go (TUG), teste de caminhada de 6 minutos (TC6) e banco de wells. Como resultado, não foram identificadas mudanças nas variáveis antropométricas, de composição corporal e tampouco para a força isométrica máxima de preensão manual (FIMPM) na mão direita e esquerda e flexibilidade (p> 0,05). No entanto, foram encontradas diferenças significativas nos testes de flexão de cotovelo, levantar e sentar, TUG e TC6 ao longo das 16ª semanas de intervenção (p< 0,001). Em vista dos pontos elencados, conclui-se que as atividades utilizadas em 16 semanas foram insuficientes para apresentarem resultados significativos nas variáveis antropométricas, de composição corporal, FIMPM e flexibilidade. No entanto, suficientes para resultados significativos nas variáveis força de flexão de cotovelo, TC6, TUG e sentar e levantar.pt_BR
dc.languagepor-
dc.publisherUNIVERSIDADE CESUMARpt_BR
dc.rightsAcesso Aberto-
dc.subjectEnvelhecimentopt_BR
dc.subjectObesidadept_BR
dc.subjectPromoção da Saúdept_BR
dc.titleEfeitos de um programa de treinamento físico e fisioterápico na composição corporal e capacidade funcional de idosos com excesso de pesopt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.contributor.advisor1BRANCO,Braulio Henrique Magnani-
dc.publisher.countryBrasil-
dc.publisher.initialsUNICESUMAR-
Aparece nas coleções:FISIOTERAPIA

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO.pdfCamilo, Maria Luiza Amaro; Garcia, Raiane Caroline776.25 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.