EVENTOS EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica VII EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica (25 à 28 de Outubro de 2011)
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/4828
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorJORGE, Ágata Cristina Neumann-
dc.creatorSILVA, Meiryane Gonçalves-
dc.creatorGOMES, Cristiane Faccio-
dc.creatorJUNQUEIRA, Cássia Menin Cabrini-
dc.date.accessioned2020-02-04T12:47:38Z-
dc.date.available2020-02-04T12:47:38Z-
dc.date.issued2011-10-25-
dc.identifier.isbn978-85-8084-055-1-
dc.identifier.urihttp://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/4828-
dc.description.abstractEste trabalho tem como objetivo caracterizar e comparar o desenvolvimento da função auditiva entre crianças amamentadas e crianças alimentadas através de métodos artificiais. Serão avaliados os comportamentos auditivos de crianças amamentadas e crianças alimentadas por métodos artificiais, selecionadas conforme os critérios de inclusão, que serão: lactentes com emissões otoacústicas evocadas produto de distorção e reflexo cócleo - palpebral presentes, na faixa etária de 4 a 12 meses de idade, de ambos os sexos e os de exclusão: crianças com deficiência auditiva ou com qualquer outra deficiência. Para obtenção do comportamento auditivo da criança, em cabine e sala acusticamente tratadas, ela deverá estar acordada no colo da mãe ou de outro responsável e assim receber estímulos sonoros provenientes de instrumentos não calibrados, como: sino, guizo, ganzá e chocalho; de acordo com a faixa etária; ao lado, atrás, acima e abaixo da criança em diferentes intensidades a uma distância de aproximadamente 10 cm, de maneira que o sujeito pesquisado não perceba o instrumento antes do estímulo. Assim, os comportamentos realizados pelas crianças serão observadas por outro pesquisador, que estará fora da cabine acústica. Com os dados coletados durante a avaliação, será realizada a comparação entre os comportamentos, de acordo com as faixas etárias das crianças alimentadas através de aleitamento materno e as alimentadas através de aleitamento artificial, de forma quali- quantitativa, baseada em pesquisas de Northern e Downs em relação à maturação da função auditiva em crianças. Espera-se que as crianças alimentadas através do aleitamento materno possuam maturação da função auditiva mais rapidamente, em maior potencial e com menores complicações em comparação as alimentadas por métodos artificiais.pt_BR
dc.languagepor-
dc.publisherUNIVERSIDADE CESUMARpt_BR
dc.rightsAcesso Aberto-
dc.subjectAudiçãopt_BR
dc.subjectAmamentaçãopt_BR
dc.subjectPediatriapt_BR
dc.titleINFLUÊNCIA DOS DIFERENTES TIPOS DE AMAMENTAÇÃO NO DESENVOLVIMENTO DA FUNÇÃO AUDITIVApt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.publisher.countryBrasil-
dc.publisher.initialsUNICESUMAR-
Aparece nas coleções:VII EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica (25 à 28 de Outubro de 2011)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
meiryane_goncalves_silva.pdfTrabalho apresentado na modalidade grupo de discussão no VII EPCC Encontro Internacional de Produção Científica (25 a 28 de outubro de 2011)105.79 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.