EVENTOS EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica XI EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica (29 à 30 de Outubro de 2019)
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/3969
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorPELLOSO, Murilo Fuentes-
dc.creatorNUMOTO, Alberto Yuji-
dc.creatorFREITAS, Ivan Ramão Miranda-
dc.creatorSANTOS, Abner Pais dos-
dc.date.accessioned2020-01-08T13:30:57Z-
dc.date.available2020-01-08T13:30:57Z-
dc.date.issued2019-10-30-
dc.identifier.isbn978-85-459-1960-5-
dc.identifier.urihttp://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/3969-
dc.description.abstractO milho doce é uma das hortaliças mais populares nos Estados Unidos e no Canadá, sendo consumida preferencialmente “ in natura” pela população e também utilizado pela indústria de enlatados. O Brasil, como um dos maiores produtores de milho comum do mundo (terceiro lugar), possui, também, potencial para a produção de milho doce. Por outro lado, faltam informações técnicas para o cultivo deste tipo milho no país. Então, o presente trabalho tem como objetivo avaliar o efeito do volume de calda de inseticida sobre a germinação de sementes de milho doce. O experimento foi realizado no laboratório de tecnologia e produção de sementes, localizado no Núcleo de Pesquisa Aplicada à Agricultura (NUPAGRI) pertencente à Universidade Estadual de Maringá (UEM). O delineamento foi em blocos com tratamentos casualizados, com cinco doses do inseticida sistêmico tiametoxam (0, 50, 100, 150 e 200 mL 60.000 sementes-1), um híbrido simples modificado de milho doce (RB-6324) do grupo superdoce e oito repetições. As sementes de cada tratamento permaneceram por um período de sete dias a uma temperatura de 25 °C em papel toalha na câmara germinadora. As variáveis avaliadas foram: plântulas normais, plântulas anormais e sementes não germinadas. O resultado da análise de variância evidenciou que o tratamento de sementes com o inseticida afetou negativamente a germinação das sementes de milho doce. O número de plântulas anormais e sementes não germinadas aumentaram com acréscimo de inseticida va tratamento de sementes.pt_BR
dc.languagepor-
dc.publisherUNIVERSIDADE CESUMARpt_BR
dc.rightsAcesso Aberto-
dc.subjectPlântulaspt_BR
dc.subjectVigorpt_BR
dc.subjectZea mays Lpt_BR
dc.titleEFEITO DO TRATAMENTO DE SEMENTES COM INSETICIDA SISTÊMICO SOBRE A GERMINAÇÃO DO MILHO DOCEpt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.publisher.countryBrasil-
dc.publisher.initialsUNICESUMAR-
Aparece nas coleções:XI EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica (29 à 30 de Outubro de 2019)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ABNER PAIS DOS SANTOS.pdfTrabalho apresentado na modalidade painel no XI Encontro Internacional de Produção Científica (29 a 30 de outubro de 2019)276.74 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.