EVENTOS Mostra Interna de Trabalhos de Iniciação Científica IX Mostra Interna de Trabalhos de Iniciação Científica e II Mostra Interna de Trabalhos de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação 2018
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/2327
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorAMARAL, Flavia Cristina Jardim-
dc.creatorOLIVEIRA, Nayara de-
dc.date.accessioned2019-08-28T12:08:52Z-
dc.date.available2019-08-28T12:08:52Z-
dc.date.issued2018-10-23-
dc.identifier.isbn978-85-459-1280-4-
dc.identifier.urihttp://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/2327-
dc.description.abstractEste estudo objetiva analisar de maneira comparada as obras “Orgulho e Preconceito”, de Jane Austen, e “Gabriela, Cravo e Canela”, de Jorge Amado, com o intuito de compreender de que forma se dá a construção da identidade feminina nessas narrativas. O sistema patriarcal impôs às mulheres um papel secundário na sociedade ocidental, subjugando-as durante séculos em áreas como ciência, política e literatura. Com a inserção feminina no universo da escrita literária, sendo Jane Austen uma das precursoras desse processo, bem como com a presença de autores homens como Jorge Amado que rediscutem o papel social da mulher por meio da quebra de paradigmas do feminino ao compor personagens femininas subversivas, foi possível analisar de maneira crítica o modo como as mulheres vinham sendo estigmatizadas dentro do cânone literário ocidental. O distanciamento temporal dos autores Jane Austen e Jorge Amado servirá de apoio para este estudo, permitindo a comparação da presença da mulher na literatura do século XVIII e do século XX, observando como cada modelo feminino apresentado nessas narrativas representaram, em seu tempo, propostas de subversão ao binarismo de gênero. Desse modo, a presença da escrita feminina e a formação do cânone poderão ser problematizadas, bem como serão debatidos o papel social da mulher difundido dentro da literatura clássica e as subversões na contemporaneidade. Este estudo pode ser caracterizado como de natureza exploratória e de revisão bibliográfica, tendo a pesquisa bibliográfica e documental como metodologias. Ao final, espera-se compreender um pouco mais sobre o papel da mulher nos séculos XVIII e XX, sobre a relevância das personagens criadas por Jane Austen e Jorge Amado na construção de novos modelos do feminino, assim como almeja-se a consolidação dos conhecimentos mobilizados ao longo do estudo para uma prática docente holística. Para além disso, espera-se que os resultados obtidos, que serão apresentados na forma de artigo, possam contribuir com o debate sobre os seguintes fatores: o espaço feminino na literatura brasileira e universal, a literatura enquanto espaço de resistência feminina e de luta contra as imposições do discurso hegemônico masculinista; a arte como expressão e reflexão social, posto que a análise se pautará nas discussões de correntes pós-estruturalistas que concebem a literatura como elemento indissociável do contexto do qual emerge.pt_BR
dc.languagepor-
dc.publisherUNIVERSIDADE CESUMARpt_BR
dc.rightsAcesso Aberto-
dc.subjectGêneropt_BR
dc.subjectIdentidade Femininapt_BR
dc.subjectLiteratura comparadapt_BR
dc.subjectRepresentaçãopt_BR
dc.titleREPRESENTAÇÕES DO FEMININO EM ORGULHO E PRECONCEITO, DE JANE AUSTEN, E GABRIELA, CRAVO E CANELA, DE JORGE AMADO: UMA ANÁLISE COMPARADApt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.publisher.countryBrasil-
dc.publisher.initialsUNICESUMAR-
Aparece nas coleções:IX Mostra Interna de Trabalhos de Iniciação Científica e II Mostra Interna de Trabalhos de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação 2018

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
flavia_cristina_jardim_amaral.pdfTrabalho apresentado na modalidade comunicação oral no IX Mostra Interna de Trabalhos de Iniciação Científica e II Mostra Interna de Trabalhos de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (23 a 26 de outubro de 2018)399.64 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.