EVENTOS Mostra Interna de Trabalhos de Iniciação Científica IX Mostra Interna de Trabalhos de Iniciação Científica e II Mostra Interna de Trabalhos de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação 2018
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/2288
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorSILVA, Isabella Zanette da-
dc.creatorSOLETTI, Lara de Souza-
dc.creatorRUBIO, Andressa Jenifer-
dc.creatorYAMAGUCHI, Natália Ueda-
dc.date.accessioned2019-08-27T17:26:04Z-
dc.date.available2019-08-27T17:26:04Z-
dc.date.issued2018-10-23-
dc.identifier.isbn978-85-459-1280-4-
dc.identifier.urihttp://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/2288-
dc.description.abstractA preservação do meio ambiente tem sido motivo de preocupação para o ser humano, o crescimento da indústria química faz com que ocorra o aumento do volume de resíduos lançados na natureza. Muitas indústrias utilizam corantes em seus processos produtivos, desta forma é importante que se criem novas técnicas de controle e remoção dos corantes dos efluentes residuários, antes de descartá-los. Os corantes em geral são aplicados em vários setores da indústria, como, por exemplo, nas indústrias alimentícia, farmacêutica, têxtil e de papel. O corante azul de metileno é comumente empregado na produção de papel e outros materiais como poliésteres e nylons. Alguns corantes básicos apresentam atividade biológica e são utilizados como antissépticos. O azul de metileno apresenta em sua composição a estrutura da fenotiazina, composto que está presente em antihistamínicos e antipsicóticos. Quando aquecido o azul de metileno pode gerar óxido de enxofre e óxido nítrico, além de causar efeitos toxicológicos em organismos aquáticos e na qualidade da água. Por isso, frequentemente surgem novos estudos relacionados ao tratamento destes efluentes. A adsorção em biomassas tem se mostrado uma opção rentável para o tratamento de efluentes líquidos contendo corantes ou outros poluentes, pois é uma técnica simples e de baixo custo uma vez que não exige altos investimentos iniciais. Seguindo este contexto o presente trabalho tem o objetivo de estudar a adsorção do corante azul de metileno no bagaço de cana-de-açúcar (BCA). Este é um resíduo fibroso de caules de cana que sobram após o esmagamento e extração do suco de cana de açúcar. A biomassa será caracterizada por meio de análises instrumentais. Serão realizados também estudos de adsorção conduzidos em sistema em batelada em temperatura ambiente. Serão avaliados os modelos de Isoterma de Langmuir e o modelo de Freundlich. Desta forma será verificado se o BCA se apresentará como uma boa alternativa no processo de adsorção do corante azul de metileno.pt_BR
dc.languagepor-
dc.publisherUNIVERSIDADE CESUMARpt_BR
dc.rightsAcesso Aberto-
dc.subjectCorantept_BR
dc.subjectCinéticapt_BR
dc.subjectBiossorçãopt_BR
dc.titleUTILIZAÇÃO DE RESÍDUOS AGROINDÚSTRIAIS PARA REMOÇÃO DE CONTAMINANTES NA ÁGUApt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.publisher.countryBrasil-
dc.publisher.initialsUNICESUMAR-
Aparece nas coleções:IX Mostra Interna de Trabalhos de Iniciação Científica e II Mostra Interna de Trabalhos de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação 2018

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
isabella_zanette_silva_1.pdfTrabalho apresentado na modalidade comunicação oral no IX Mostra Interna de Trabalhos de Iniciação Científica e II Mostra Interna de Trabalhos de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (23 a 26 de outubro de 2018)394 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.