EVENTOS EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica X EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica (24 à 26 de Outubro de 2017)
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/1166
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorBATISTA, Thayná Kaline Alves-
dc.creatorNASCIMENTO, Carolina Pedrozo do-
dc.creatorBUTTOW, Nilza Cristina-
dc.creatorBARBOSA, Carmem Patrícia-
dc.creatorTIRONI, Lia Mara Teobaldo-
dc.creatorBORGES, Stephanie Carvalho-
dc.date.accessioned2019-08-06T16:40:00Z-
dc.date.available2019-08-06T16:40:00Z-
dc.date.issued2017-10-24-
dc.identifier.isbn978-85-459-0773-2-
dc.identifier.issn2594-4991-
dc.identifier.urihttp://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/1166-
dc.description.abstractComo a isquemia e a reperfusão (I/R) são particularmente graves no intestino, o objetivo deste estudo foi analisar os efeitos da I/R e a ação da curcumina sobre a morfometria da parede intestinal do íleo distal de ratos submetidos ao modelo de I/R. Para isso, foram utilizados 35 ratos da espécie Rattus norvegicus distribuídos em 5 grupos (n=7): controle, sham controle (animais submetidos à cirurgia, mas sem oclusão da artéria mesentérica superior (AMS)), sham tratado (animais submetidos à cirurgia, sem oclusão da AMS e tratados com curcumina), isquêmico controle (animais submetidos à isquemia por 45 minutos pela colocação de um clamp microvascular na AMS e bloqueio da circulação colateral por amarrações, seguidos de 7 dias de reperfusão) e isquêmico tratado (animais submetidos aos mesmos procedimentos do grupo Isquêmico controle, mas tratados com curcumina). Para a morfometria da parede foram avaliadas a altura das vilosidades e profundidade das criptas, usando imagens obtidas de uma câmara de alta resolução acoplada a um microscópio. Análises estatísticas demonstraram que a altura das vilosidades diminuiu nos grupos sham e aumentou nos isquêmicos quando comparados ao grupo controle. Já a profundidade das criptas aumentou em todos os grupos avaliados. A curcumina demonstrou importante efeito neste modelo experimental, pois minimizou lesões de maior amplitude. É provável que, devido ao tempo de reperfusão deste estudo, tenha havido renovação do epitélio intestinal. Por isso, novos estudos são necessários utilizando o modelo de I/R, mas aplicando um tempo menor de reperfusão a fim de confirmar a ação antioxidante da curcumina.pt_BR
dc.languagepor-
dc.publisherUNIVERSIDADE CESUMARpt_BR
dc.rightsAcesso Aberto-
dc.subjectIntestinopt_BR
dc.subjectmorfometria de paredept_BR
dc.subjectefeito antioxidantept_BR
dc.titleEFEITOS DA ISQUEMIA E REPERFUSÃO E A AÇÃO DA CURCUMINA NA PAREDE INTESTINAL DO ÍLEO DE RATOSpt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.publisher.countryBrasil-
dc.publisher.initialsUNICESUMAR-
Aparece nas coleções:X EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica (24 à 26 de Outubro de 2017)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
epcc--79484.pdfTrabalho apresentado na modalidade painel no X Encontro Internacional de Produção Científica (24 a 26 de outubro de 2017)207.98 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.